PUBLICIDADE
Notícias

Criminosos sequestram médico para socorrer traficante baleado no Rio de Janeiro

Os criminosos se recusaram a enviar o traficante para um hospital e, assim, sequestraram um médico da UPA

23:02 | 16/10/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

Um médico foi sequestrado para prestar atendimento a um traficante que havia sido baleado. O caso aconteceu nesse domingo, 15, no Complexo da Maré, na zona norte do Rio do Janeiro. A Polícia Civil informa que momentos antes de 1h, policiais militares trocaram tiros com um grupo de criminosos, que furaram uma blitz na Avenida Brasil, na zona norte. Um policial e um criminoso ficaram feridos. As informações são da Folha de S. Paulo.

Minutos após o tiroteio, o grupo de criminosos conduziu o comparsa à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Vila do João, uma das favelas do Complexo Maré. Lá, eles foram informados de que o traficante teria de passar por uma cirurgia, visto que o ferimento em um dos braços era grave.

Os criminosos se recusaram a enviar o traficante para um hospital e, assim, sequestraram um médico da UPA, que teve o nome mantido em sigilo pela Folha por questões de segurança, para que ele o socorresse. O médico foi levado numa ambulância até um local onde ele pudesse atender um ferido. A polícia suspeita que o local tenha sido uma clínica clandestina na Baixada Fluminense.

O profissional foi liberado pelos traficante por volta das 11h da manhã de domingo. O grupo de traficantes devolveu a ambulância à UPA.

A Polícia Civil já identificou o médico e o espera para prestar depoimento. A ambulância foi levada para a delegacia de Bonsucesso, na zona norte, local onde passou por perícia. A PM não forneceu informações referentes ao estado de saúde do policial baleado na troca de tiros com os criminosos.

 

Redação O POVO Online

TAGS