PUBLICIDADE
Notícias

Transexuais afirmam ter sofrido discriminação de motorista da Uber

A Uber afirma que motoristas ou usuários que "apresentarem comportamento segregador são desligados imediatamente da plataforma"

17:25 | 08/09/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

 

Na madrugada dessa quinta-feira, 7, duas transexuais contaram ter sofrido discriminação por parte de um motorista da Uber, em Niterói, Rio de Janeiro. Segundo as vítimas, que preferem não ser identificadas, o condutor do veículo não teria parado e cancelado a viagem após avistar as passageiras trans. As informações são do O Globo.

 

Em entrevista ao jornal carioca, as vítimas afirmam ter reconhecido a placa e o modelo do carro. "Ele nos viu acenando e com celular na mão, mas passou por nós e cancelou a corrida", conta uma das duas trans, que saía com a amiga de um evento no Centro de Artes da Universidade Federal Fluminense.

 

Em nota enviada ao O Globo, a Uber diz que motoristas ou usuários que "apresentarem comportamento segregador são desligados imediatamente da plataforma". Após reclamarem do cancelamento do motorista, as amigas receberam um desconto de R$ 10 para a próxima viagem. O Conselho Municipal pelo Direitos da População LGBT informou que está dando suporte necessário as vítimas.

 

Redação O POVO Online

TAGS