PUBLICIDADE
Notícias

Morre professora e pesquisadora Maria Rita Galvão

O enterro será nesta quinta-feira, 20, no Cemitério São Paulo, em Pinheiros

23:20 | 19/07/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

Morreu nesta quarta-feira, 19, em São Paulo, a professora da Universidade de São Paulo (USP) e pesquisadora do cinema brasileiro Maria Rita Galvão, 78 anos. As informações são do Estadão. A causa da morte não foi divulgada.

Maria Rita escreveu ‘Burguesia e Cinema: O Caso Vera Cruz’, fruto de suas pesquisas de mestrado (‘Crônica do Cinema Paulistano’, 1975), e doutorado (‘Vera Cruz, a Fábrica de Sonhos’, 1976) e ‘O Nacional e o Popular na Cultura Brasileira: Cinema’, parceria com Jean-Claude Bernardet (1983).

Atuou, também, como pesquisadora (e assistente de direção) em dois filmes de João Batista de Andrade & Jean-Claude Bernardet (‘Pauliceia Fantástica’, 1970, e ‘Eterna Esperança’, 1971) e em ‘Cinema Brasileiro, Mercado Ocupado’, de Leon Hirszman, e ‘Vera Cruz, a Fábrica de Ilusões, Globo Repórter’ de Sérgio Muniz (1976).

As últimas imagens de Maria Rita Galvão estão registradas no documentário ‘Escola de Cinema’, de Angelo Ravazi. O filme é sobre a Escola de Comunicações e Artes, da USP, na qual a professora foi uma das primeiras alunas e depois se tornou professora.

O corpo da pesquisadora e professora está sendo velado no Cemitério de Sousas, na Capital paulista. O enterro será nesta quinta, 20, às 10h, no Cemitério São Paulo, em Pinheiros.

Redação O POVO Online

 

TAGS