PUBLICIDADE
Notícias

Modelos acusam donos da revista Playboy no Brasil por assédio sexual

11:10 | 24/04/2017
NULL
NULL
[FOTO1] Dois sócios da editora que detém os direitos da revista Playboy no Brasil são acusados de assédio sexual por um grupo de oito modelos. A reportagem com a denúncia foi ao ar no Fantástico deste domingo, 23.
 
As modelos acusam os empresários Marcos Aurélio de Abreu Rodrigues e Andre Luis Sanseverino, que durante alguns anos foi fotógrafo da revista, de terem condicionado oportunidades de trabalho e fama em troca de sexo e fotos nuas das candidatas.
 
Segundo a denúncia, o assédio teria ocorrido após um evento da revista em 2016, onde as modelos participaram como personagens clássicas da marca, as "coelhinhas". Após a festa, os empresários pediram que as modelos entrassem em contato caso quisessem fazer outros trabalhos e fizeram propostas sexuais em troca da 'carreira dos sonhos'.
 
André Sanseverino chegou a pedir fotos pelo aplicativos de mensagens alegando a necessidade de conhecer melhor o corpo das candidatas. "Falei com ele a respeito de trabalho, da carreira que ele tinha comentado e ele começou a falar de forma não profissional", disse Samantha Ofsiany, umas das modelos. 
 
O grupo de mulheres está processando os dois sócios. Na reportagem que foi ao ar ontem, André Sanseverino e Marcos Aurélio negaram todas as acusações.
 
Em nota, a editora responsável pela Playboy no Brasil declarou que repudia qualquer forma de desrespeito contra a mulher e informou que decidiu pelo total afastamento por tempo indeterminado do sócio André Sanseverino. 
 
[FOTO2]
 
Redação O POVO Online 
 
TAGS