PUBLICIDADE
Notícias

Com sete carteiras de trabalho para sacar FGTS, idoso descobre que nunca depositaram benefício

O aposentado Geraldo Medeiros, de 72 anos, teve a surpresa indesejada ao conferir saldo de suas contas inativas

19:28 | 13/03/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

Um idoso de 72 anos passou por uma situação desconfortável ao consultar o saldo das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) em uma agência da Caixa nesta segunda-feira, 13, na cidade de Goiânia, em Goiás.

Com sete carteiras de trabalho na mão, o aposentado Geraldo Medeiros descobriu que as empresas que trabalhou como servente de pedreiro ao longo de 40 anos nunca fizeram depósitos do benefício.

Em entrevista ao portal G1 de Goiás, o idoso falou sobre a sua decepção com os lugares em que trabalhou e que deve procurar um advogado para tentar reverter algum saldo do benefício que não foi depositado pelas empresas.

[SAIBAMAIS]

“Eu trabalhei como servente em sete empresas na minha vida. Muitas delas faliram e nem pagaram meus direitos. Agora é procurar alguma ajuda (um advogado) para tentar descobrir se tem um jeito de reivindicar”, contou ao portal de notícias.

Regras

Segundo a Caixa Econômica, têm direito ao saque os trabalhadores que foram dispensados por justa causa ou pediram demissão até 31 de dezembro de 2015.

Redação O POVO Online

TAGS