PUBLICIDADE
Notícias

Guilherme Boulos, líder do MTST, é detido após reintegração de posse

No terreno ocupado há mais de um ano,viviam cerca de 700 famílias

09:20 | 17/01/2017
O líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, foi detido na manhã dessa terça-feira, 17, pela Polícia Militar, em São Paulo após a reintegração de posse de um terreno privado na zona leste da cidade.

Segundo a organização do Movimento, cerca de 700 famílias estavam morando no local conhecido como Ocupação Colonial, há um ano e meio. Segundo a organização do Movimento, os moradores foram retirados após uso de violência e bombas de gás por parte da PM paulista.

Boulos foi levado à delegacia por descumprimento de decisão judicial e incitação ao crime. Além dele, o advogado dos moradores também foi levado para prestar esclarecimentos. A notícia da prisão foi divulgada na página oficial de Boulos e na página do MTST. 

Em nota divulgada em sua página oficial, o MTST afirma que: "A criminalização dos movimentos sociais não pode continuar! Nessa manhã o coordenador nacional do MTST - Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto foi detido pela PM durante a reintegração de posse na Ocupação Colonial, em São Mateus, extremo leste de São Paulo (SP). A Tropa de Choque, que estava violentamente removendo 700 famílias, também afirmou que Guilherme Boulos, que negociava pacificamente com a polícia, está “marcado” e que tem gravações da sua participação em atos Fora Temer. O direito de se expressar e lutar por seus direitos está cada vez mais cerceado e a importante ação dos movimentos sociais frente à onda conservadora na política e nas ruas está ameaçada"
 
[VIDEO1]
Redação O Povo Online 
TAGS