PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Ambulante é espancado até a morte por defender travesti; Polícia identifica suspeitos

O crime ocorreu dentro da Estação Dom Pedro II, da linha 3-vermelha do Metrô de São Paulo. Polícia investiga envolvimento dos suspeitos com ideologia "skinhead"

20:36 | 26/12/2016
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )

Um vendedor ambulante de 54 anos foi espancado até a morte na noite deste domingo, 25, dentro da Estação dom Pedro II, da linha 3-vermelha do Metrô de São Paulo.

Segundo a Polícia, Luiz Carlos Ruas foi agredido por dois homens, por volta das 20h50. Uma testemunha disse ao Portal G1 que a dupla teria ido urinar do lado de fora da estação quando uma travesti em situação de rua reclamou.

[FOTO1] 

Após desentendimento entre os três, Luiz Carlos entrou na discussão para defender a travesti. Então, o ambulante tentou se proteger no mezanino da estação, onde foi agredido com vários golpes.

O Metrô de São Paulo informou, em nota, que os seguranças prestaram os primeiros socorros e então "conduziram a vítima de agressão para o pronto-socorro da Estação Vergueiro". Luiz Carlos não resistiu aos ferimentos e morreu.

[FOTO2] 

Os suspeitos Alípio dos Santos e Ricardo do Nascimento foram identificados por um parente, a partir de imagens captadas por câmeras de segurança do Metrô. A Polícia apura um possível envolvimento da dupla com um grupo de intolerância “skinhead”.

Segundo a investigação, os dois praticavam luta em uma academia. Ambos são considerados foragidos até o momento e responderão por homicídio qualificado.

 

O vídeo a seguir contém imagens agressivas. A gravação, liberada pela Polícia, foi feita pelas câmeras do circuito de segurança do Metrô de São Paulo.

[VIDEO1] 

Redação O POVO Online

TAGS