PUBLICIDADE
Notícias

Elize Matsunaga escreve carta para filha antes de ser julgada pelo assassinato de herdeiro da Yoki

"Hoje faz 03 anos, 09 meses e 04 dias que não a vejo filha querida, mas todos os dias te envio por pensamento todo amor que uma mãe pode sentir e todo pedido de perdão", escreve a bacharel em direito e ré confessa

20:53 | 27/11/2016

Elize Matsunaga escreveu uma carta para a filha, com quem não tem qualquer tipo de contato desde junho de 2012, quando foi presa após confessar ter matado e esquartejado o marido. As imagens da carta foram vazadas pela imprensa neste domingo, 27, um dia antes da presa ser levada a júri popular pelo assassinato do empresário Marcos Matsunaga, herdeiro do grupo Yoki morto na noite de 19 maio de 2012.

A carta, conforme o G1 São Paulo, foi redigida de próprio punho pela presa em 8 de março deste ano, no presídio de Tremembé. Elize declara que diria "te amo" para a filha, se pudesse vê-la, e gostaria de ouvir a palavra "mãe".

O documento tem o carimbo da unidade prisional e, segundo a presa, a intenção é que a criança saiba o que ela pensava antes do julgamento. Elize é bacharel em direito, ex-enfermeira e ex-garota de programa.

Caso seja condenada por homicídio simples, Elize poderá ter uma pena de 6 a 20 de prisão. Ela já está presa há mais de quatro anos e não tem outros antecedentes criminais, podendo sair do júri com ordem de soltura porque cumpriu mais de um sexto da pena.

A ré confessa diz ter matado o marido após discussão e que foi agredida por ele com um tapa no rosto. Após efetuar um disparo na têmpora do empresário, ela dividiu o corpo em seis partes com uma faca de cozinha. As "partes" foram coladas em malas de viagens, que foram deixadas em uma mata na Grande São Paulo.

Veja o conteúdo da carta:
"8 de março de 2016

À minha amada filha (*) ...

Daqui exatos 38 dias você fará 05 aninhos. Imagino quantas descobertas você fez nesse tempo, quantas palavras aprendeu, quantos desafios enfrentou e venceu, mesmo tão pequena e tão frágil.

(*) era a mulher mais linda de Esparta, e você, com certeza é a mais linda dessa época, imagino agora como está seu rostinho, seu sorriso... Mágico... daqueles que nos faz bater a poeira e esquecer as feridas.

Hoje faz 03 anos, 09 meses e 04 dias que não a vejo filha querida, mas todos os dias te envio por pensamento todo amor que uma mãe pode sentir e todo pedido de perdão. Desejo que você se torne uma mulher incrível e forte. Aliás, não só desejo como tenho certeza que você irá superar todas as experiências difíceis.

Se eu pudesse te dizer algo hoje, olhando p/ você, eu diria: - Te amo de uma forma que nunca imaginei amar, incondicionalmente e te agradeço por me mostrar o que é isso. Diria que você mudou minha vida, trouxe luz, conforto no coração, a certeza de que Deus existe.

Enfrentaria qualquer coisa para ver seu sorriso, para te ver em paz, para ouvir pelo mesmo 01 vez a palavra mãe, tão curta, mas faz meu coração tremer.

Como há tempo para tudo, procurei o tempo para minhas palavras serem eternas e encontrei aqui. Sei que esse papel não é capaz de transmitir o que eu sinto de forma plena, mas toda energia que posso enviar com ele está aqui.

Mesmo não estando ao seu lado agora filha, quero que saiba que você tem uma mãe que te ama muito, não só no plano físico, e que respeitará suas escolhas e um dia, se você quiser, conversaremos sobre tudo o que houve, a situação lamentável e infelizmente irreversível que nos afastou fisicamente, apenas fisicamente, pois meu coração está contigo, com a criança que me ensinou verdadeiramente o que é amor.

Mesmo que você não me perdoe filha querida, não esqueça que te amarei além da vida. Porque esse amor não vem dos olhos, vem de Deus.

Sua mãe, Elize"

 

 

Redação O POVO Online

TAGS