PUBLICIDADE
Brasil
CINEMA BRASILEIRO

Documentário "Menino 23" briga pela disputa ao Oscar 2017

Vencedor do prêmio de melhor roteiro e montagem do 26º Cine Ceará, o filme dirigido pelo cineasta carioca Belisário Franca está na corrida com outras 144 produções. Listagem final será divulgada em janeiro do próximo ano

21:04 | 29/10/2016

Caso seja confirmado em janeiro do próximo ano, documentário concorre ao Oscar 2017 com outras quatro produções (Foto: Câmara dos Deputados)
 

A realidade de 50 crianças do sexo masculino que, após serem levadas de um orfanato carioca a uma fazenda no interior paulista, foram submetidas a trabalhos forçados e violência física pode ser uma das produções a concorrer ao Oscar 2017.

 

Inscrito na categoria de "Melhor Documentário", "Menino 23 – Infâncias Perdidas no Brasil", que venceu o prêmio de melhor roteiro e montagem no 26º Cine Ceará, disputa a vaga com outras 144 películas cinematográficas, a exemplo de "A 13ª Emenda", cuja narrativa versa sobre racismo e o sistema carcerário dos Estados Unidos.

 

Para concorrer à estatueta entregue na premiação mais valorizada do universo da sétima arte, "Menino 23", dirigido pelo cineasta carioca Belisário Franca, precisa passar por duas fases: ficar entre os 15 primeiros da lista, que serão conhecidos no próximo mês de dezembro, e, uma vez garantindo lugar, ser um dos cinco que serão divulgados no rol de confirmados em janeiro de 2017.

 

A trama tem em sua base, além da realidade enfrentada pelos menores de idade, a história da família que os expôs à condição, integrante do movimento integralista durante o Estado Novo no Brasil e adepta ao nazismo.

 

Redação O POVO Online