PUBLICIDADE
Notícias

Polícia investiga morte por possível excesso de anabolizantes

Mateus foi campeão paulista e brasileiro de musculação em 2016

18:35 | 28/09/2016
Post com a declaração do médico de Mateus Ferraz
Post com a declaração do médico de Mateus Ferraz

Um jovem de Taubaté (SP) faleceu na tarde de ontem, 27, devido a insuficiência respiratória. A morte de Mateus Ferraz está sendo investigada pela Polícia Civil. Segundo a polícia, o laudo dos exames toxicológicos deve ficar pronto em até 30 dias e só depois disso será possível atestar a causa detalhada da morte de Mateus. A suspeita é que tenha sido causada pelo excesso de anabolizantes, como declarou no Facebook o médico que socorreu o fisiculturista.

O corpo de Mateus Ferraz foi cremado nesta quarta-feira em São José dos Campos. Sua morte foi registrada como suspeita. “Pedimos exames toxicológicos para saber quais substâncias e qual a quantidade no sangue. Queremos entender se ele usou alguma droga ilegal para aumento do rendimento físico e se isso aconteceu, saber quem recomendou a dosagem e quem fazia a venda do produto”, afirma José Antonio Paiva, delegado de Taubaté relacionado ao caso.

[FOTO1] 

O médico que o atendeu, afirmou que o coração do jovem estava inchado, e que a família teria lhe contado que o jovem havia feito uso de anabolizantes acima do recomendado. Não foram informados pela família o tipo de anabolizante usado e se o uso possuía recomendação médica.

“Hoje o dia foi de tristeza e derrota. O uso abusivo de anabolizantes ceifaram mais uma vida de 23 anos. Uma montanha de músculos sucumbiu sem retorno. Agora resta uma mãe desesperada, uma família destinada, uma namorada sem chão, amigos sem o amigo e nós da UTI que lutamos até o último segundo para resgatar aquela vida. Todos perdemos. Que sirva de testemunho para tantos outros que usam anabolizantes indiscriminadamente. Desgraça não acontece só com os outros”, postou no Facebook o médico Marco Calcada Minhoca.

Mateus era fisiculturista e esteve presente em competições nacionais e internacionais. Ele foi campeão paulista e brasileiro de musculação em 2016. A dona da academia onde ele treinava, Rosane Guimarães, afirmou ao G1 que Mateus fazia tratamento rigoroso com sua alimentação, mas declarou não saber que ele fazia o uso de anabolizante.

Redação O POVO Online

TAGS