PUBLICIDADE
Notícias

No Rio, restaurante cobra alto valor por uso de carregador portátil

A conta de um grupo de amigas veio R$ 200 mais cara devido ao uso

09:30 | 20/09/2016
NULL
NULL

[FOTO1]Um grupo de quatro amigos, entre eles a médica Michelle Figueiredo, de 35 anos, estava no Sushi Leblon, na Zona Sul do Rio, quando uma das presentes perguntou ao garçom se poderia utilizar uma tomada do local. Ele a ofereceu um carregador portátil e ela aceitou, mas a surpresa veio ao receber a conta. Foi cobrado um valor de R$200 pelo uso do carregador. O episódio aconteceu no sábado, 17, e repercutiu nas redes sociais.

“Quando chegou a conta, a gente foi pagando meio sem conferir. Estava cara, mas como bebemos caipirinha, comemos sushi, achamos que o valor estava correto. O marido de uma das meninas viu na conta o carregador como R$ 200. Reclamamos e o garçom disse que ia estornar. Eu já tinha passado o cartão, minha amiga também”, relata Michelle. Eles haviam chegado a elogiar a gentileza do garçom em oferecer o objeto.

De acordo com o G1, o Sushi Leblon enviou uma nota lamentando o acontecido. O valor seria um “caução” colocado na comanda quando o cliente pede o equipamento e retirado quando o devolve.

Para o Procon, não há lei que proíba tal cobrança, entretanto, ela precisa ser esclarecida previamente ao cliente. “Não pretendemos entrar com processo porque eles estornaram. Só não pode acontecer com mais gente, com outras mesas. Teoricamente, é pra ficar disponível pra clientes. A gente bebeu, consumiu, não ficamos conferindo muito. Eu acho que se eles cobraram da gente, podem ter cobrado de outros, não tem como saber”, declara Michelle.

Redação O POVO Online

TAGS