PUBLICIDADE
Notícias

''Decisão imbecil'', diz Faustão após Diego Hypolito ser proibido de participar do Domingão

O atleta teria passado mal e sido atendido por equipe médica, depois de receber ligação proibindo sua participação no programa dominical, sob o risco de ser expulso dos Jogos Olímpicos 2016

12:41 | 18/07/2016
NULL
NULL

Diego Hypolito se envolveu em uma polêmica após desistir de participar do programa Domingão do Faustão, minutos antes de entrar no palco, neste domingo, 17. Junto de Neymar Júnior, Rafael Zulu, Daniele Hypolito, o atleta tinha presença confirmada no quadro musical “Ding Dong”, mas teria recebido uma ligação o proibindo de participar do programa. Fausto Silva, incomodado com a situação, criticou a atitude que, supostamente, teria a ver com o afastamento do técnico de Diego por acusação de assédio sexual.

Após ser chamado ao palco, Hypolito não apareceu. A irmã, Daniele, justificou que ele não foi "por causa de compromissos com a seleção”. Contudo, Faustão rebateu a explicação da jovem e relacionou a não participação de Diego com o caso do técnico Fernando de Carvalho Lopes, afastado da seleção brasileira de ginástica no último dia oito, após acusações de abuso sexual, segundo a Folha de São Paulo.

“Na verdade, o Diego não deve ter vindo por ter tido problema com o treinador dele, o Fernando Carvalho, acusado de abuso sexual. Mas a gente esperava ele aqui”, afirmou Faustão. O apresentador atribuiu a decisão ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e definiu a decisão como imbecil.

“O fato de o treinador ter sido afastado por causa de uma suspeita não tem nada a ver com ele. Aí o dirigente, que deve ser um imbecil, liga para ele antes de entrar no ar e manda ele não participar. Ficou o Diego chorando, porque era a chance que ele tinha de receber uma homenagem. Porque a gente sabe que as condições de atletas no Brasil são ótimas, não é? Igual Alemanha, Estados Unidos. Uma decisão imbecil, que só dirigente brasileiro toma uma atitude imbecil assim. A sociedade brasileira espera uma posição de Carlos Arthur Nuzman”, finalizou.

Ao vivo, Fausto solicitou que o diretor geral do Domingão, Jayme Praça, entrasse em contato com o diretor do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Nuzman, para dar uma resposta “adequada e com credibilidade”. O apresentador ainda chamou a chefe de produção Natália Daumas para contar sobre o momento em que o ginasta foi proibido de entrar no palco.

"Ele estava pronto. A Daniele, inclusive, entrou na sequência, e ele recebeu esse telefonema... Ficou supernervoso, falou que não podia entrar de jeito nenhum, se não ele não ia mais participar das Olimpíadas", relatou a produtora. Ela ainda deu detalhes sobre o estado de Diego, que não revelou quem o ligou. “Ele passou mal aqui atrás, inclusive. Foi atendido pelos bombeiros, pela nossa equipe médica, ambulância e tudo mais”, acrescentou Natália.

Ainda no decorrer do Domingão, Fausto Silva leu comunicado enviado por Carlos Nuzman, informando que a medida não partiu do COB. “Foi uma decisão do técnico do atleta na seleção brasileira da Confederação Brasileira de Ginástica, Marcos Goto, com a intenção de evitar tirá-lo do foco às vésperas dos Jogos Olímpicos. Vale ressaltar que o atleta não pediu autorização ao seu treinador para participar do programa. Por fim, esclarecemos que o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, em nenhum momento foi consultado ou participou dessa decisão”, concluiu o apresentador.

Resposta

Ainda ontem, Diego Hypolito utilizou as redes sociais para se manisfestar sobre a polêmica. Em seu Instagram, o ginasta rebateu as acusações de Fausto Silva de que a culpa por ele não ter entrado no palco foi do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman.

Diego ainda afirmou que seu foco no momento são os Jogos Olímpicos e que não tem uma “excelente” relação com o Comitê Olímpico Brasileiro. Instantes depois, contudo, Hypolito apagou a publicação, a qual foi reproduzida por outros usuários da internet.

[VIDEO1]

Redação O POVO Online

TAGS