PUBLICIDADE
Notícias

Prefeitura de Caruaru confirma show de Safadão no São João 2016

Em resposta a uma ação de agravo impetrada nesta quarta-feira, 22, pela prefeitura do município, o desembargador José Viana Ulisses revogou a liminar que havia suspendido a apresentação do artista

21:55 | 22/06/2016
NULL
NULL

O show do cantor cearense Wesley Safadão está confirmado no São João 2016 de Caruaru, em Pernambuco, segundo a prefeitura da cidade.

Em resposta a uma ação de agravo impetrada nesta quarta-feira, 22, pela prefeitura do município, o desembargador José Viana Ulisses revogou a liminar que havia suspendido a apresentação do artista, marcada para acontecer no sábado, 25.

Uma ação popular impetrada por advogados pediu o cancelamento do show, alegando suspeita de superfaturamento no cachê do artista - R$ 575 mil - para se apresentar no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga.

[SAIBAMAIS2] 

Conforme a decisão do desembargador, "Diante da comprovação de que os recursos utilizados para o pagamento do show objeto da lide estão fora do orçamento do erário municipal, impõe-se a autorização para a sua realização".

Cita ainda o magistrado que "é o caso dos autos, em que a suspensão do show, programado para ocorrer em uma única data, traria prejuízos para todo o comércio local, com possíveis danos à economia local, sobretudo hotéis, bares e restaurantes, além de frustrar a expectativa do público".

Ação popular

Uma ação popular, movida pelos advogados Dimitre Bezerra, Ewerton Bezerra e Marcelo Rodrigues, com pedido de liminar, solicitava o cancelamento do show do cantor Wesley Safadão, marcado para o próximo sábado, no São João de Caruaru, em Pernambuco.

Segundo Dimitre Bezerra, o valor cobrado pela apresentação é muito superior ao de outros shows realizados no mesmo período em outras cidades nordestinas.

A apresentação do Safadão na capital do forró teria custado R$ 575 mil, enquanto o cachê do show na cidade de Campina Grande, na Paraíba, seria de R$ 195 mil. A diferença entre valores chega a quase 300%.

Ação popular foi levada à Primeira Vara da Fazenda Pública da Comarca de Caruaru, e tinha como reús o prefeito do município, José Queiroz (PDT), e a presidente da Fundação de Cultura de Caruaru, Lúcia Lima.

José Queiroz foi notificado, na última segunda-feira, 20, a esclarecer os valores dos cachês. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e o Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO), também houve disparidade nos valores pagos pelas apresentações da banda Aviões do Forró e da cantora Elba Ramalho.

Redação O POVO Online

TAGS