PUBLICIDADE
Notícias

Pessoas em situação de rua recusam ir para abrigo para não abandonar cachorros

Eles dizem que albergues não recebem animais de estimação

10:10 | 15/06/2016
NULL
NULL

As baixas temperaturas no estado de São Paulo levaram a óbito pelo menos cinco pessoas em situação de rua, é o que afirma a Arquidiocese. A Prefeitura da capital não confirma que as mortes estão relacionadas a ‘onda de frio’. Mesmo com as baixas temperaturas, pessoas em situação de rua têm se recusado a ir para abrigos, porque não querem que seus bichos de estimação fiquem ao relento.

Rogério Benedito Moreira mora na rua há mais de 40 anos. Em entrevista ao canal SPTV, ele conta que divide o espaço com 14 amigos e seis filhotes de cachorros. “Posso passar frio, o jeito que for, mas junto com eles. Já que não tem vaga pra eles, não tem vaga pra mim”, afirma Rogério.

A Prefeitura de São Paulo disponibiliza 11,5 mil vagas nos 79 albergues da cidade (145 leitos por albergue), mas não são todos os locais que possuem espaço para receber animais. Prefeitura garante que não proíbe esse tipo de atendimento.

“O albergue não aceita animal. Eu não vou deixar meu amigo fiel, que cuida de mim de noite, entendeu, acho que é injusto, né? É um animal, um companheiro, ele protege, ele late”, conta Rodrigo Silva de Assis.

Redação O POVO Online

TAGS