PUBLICIDADE
Notícias

Delegado compara danos de acidente em rodovia a atentado terrorista

O ônibus transportava estudantes das universidades de Mogi das Cruzes (UMC) e Braz Cubas (UBC). Dezoito universitários morreram no acidente

14:10 | 09/06/2016
NULL
NULL

Segundo o delegado responsável pela investigação das causas do acidente de ônibus ocorrido em São Paulo, Fabio Pierre, os danos no ônibus são comparados a um atentado terrorista. "Parece que uma bomba foi colocada dentro dele e ele implodiu. Não dá para entender como, felizmente, algumas pessoas saíram vivas daquele coletivo”, disse Pierre. A tragédia aconteceu às 22h50min desta quarta-feira, 9,no km 84 da rodovia Mogi-Bertioga. As informações são da Agência Estado.

O ônibus seguia em direção para São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, e transportava acadêmicos das univerdasides de Mogi das Cruzes (UMC) e Braz Cubas (UBC). O transporte foi disponibilizado gratuitamente pela prefeitura de São Sebastião.

%2b Acidente com ônibus na rodovia Mogi-Bertioga deixa pelo menos 18 mortos

De acordo com os bombeiros, o condutor do ônibus perdeu o controle, bateu de frente com uma rocha no sentido contrário da rodovia e caiu em uma ribanceira. A tragédia ocorreu às 22h50min desta quarta-feira, no km 84 da rodovia. Entre as vítimas, estava o cearense Damião Brás dos Santos, que estudava engenharia civil

Os pertences das vítimas do acidente de ônibus foram recolhidos e se encontram na Delegacia de Bertioga. Segundo o delegado, os celulares não param de tocar. “São bolsas, mochilas, agasalhos e celulares. Inclusive, alguns desses celulares estão tocando sem parar e a gente não sabe se são de pessoas que estão vivas ou que, infelizmente, faleceram”, disse o delegado.


 

Redação O POVO Online

TAGS