PUBLICIDADE
Notícias

Cão é morto enquanto latia atrás de viatura policial, denunciam moradores de favela

O animal teria sido baleado na cabeça por um policial militar, conforme testemunhas. A PM nega registro de animais feridos durante operação em favela

18:27 | 17/06/2016
NULL
NULL

A morte de um cão que latia atrás de uma viatura policial, no último sábado, 11, gerou revolta entre internautas e moradores da favela de Heliópolis, em São Paulo. O animal teria sido baleado na cabeça por um policial militar, conforme testemunhas.

O caso ganhou repercussão nas redes sociais, com a divulgação de uma foto do cão "Bob" ao lado de um projétil de arma de fogo. "É inacreditável o descontrole de quem mais deveria ter controle! Os ferozes dentes trazem perigo para a guarnição inteira?", escreveu um internauta.

Testemunhas contaram que o animal brincava com duas crianças, de 4 e 7 anos, quando o cão correu atrás de um carro da PM, por volta das 20 horas. A PM afirmou que fez patrulhas na favela para "prevenir crimes e garantir o sossego da população", mas nega a morte alegando que não houve registro de animais feridos.

Após a suposta execução, moradores de Heliópolis bloquearam as principais vias da região. Um ônibus foi incendiado na estrada das Lágrimas; na Almirante Delamare, moradores viraram caçambas e queimaram lixo para barrar a passagem de carros.

A Secretaria da Segurança Pública de São Paulo informou que os protestos teriam sido iniciados por causa da operação policial contra bailes funk. "A Força Tática chegou no local e os suspeitos dispersaram", disse, por meio de nota.

[VIDEO1] 

Redação O POVO Online
TAGS