PUBLICIDADE
Notícias

Ana Hickmann fala sobre atentado: "estou profundamente abalada e triste"

Ela e o marido, Alexandre Corrêa, retornaram para São Paulo durante a madrugada. Apresentadora divulgou nota por meio de sua assessoria de imprensa

16:41 | 22/05/2016
NULL
NULL

Ana Hickmann, 35 anos, falou neste domingo, 22, sobre o ataque ocorrido dentro do hotel em que estava hospedada. A apresentadora disse, por meio de nota enviada por sua assessoria, que nunca pensou que isso fosse acontecer e que estava muito abalada.

"Nunca pensei que isso poderia acontecer! Nunca pensei que o ser humano fosse capaz disso! Foi terrível! Estou profundamente abalada e triste! Só peço que todos rezem por minha cunhada para que ela se recupere logo", disse Ana.

Ela e o marido, Alexandre Corrêa, retornaram para São Paulo durante a madrugada. Ele disse que não tinha condições de comentar o ataque, que deixou morto o fã suspeito de atirar na cunhada de Ana, a assessora Giovana Alves de Oliveira.

De acordo com o boletim de ocorrência da PM, o atirador entrou armado no hotel e rendeu Gustavo Correia, que é irmão do marido de Ana, e obrigou a apresentadora a gravar um vídeo em seu celular afirmando ser sua amante. Ana Hickmann negou gerando revolta em Rodrigo, que apontou a arma para ela.

O cunhado seguiu o agressor que tentava fugir pelo corredor do hotel. Alcançando o homem, Gustavo, que é marido de Giovana, conseguiu reagir e é suspeito de matar Rodrigo Augusto de Pádua em seguida.

Gustavo afirmou à Polícia que, durante a briga, a arma de Rodrigo disparou. Ele chegou a divulgar nas redes sociais a seguinte declaração:"o que houve foi sem precedente, uma aberração". Agradeceu ainda o apoio e disse que a mulher "sairá dessa em breve".


Um homem que se identificou como irmão do atirador disse à imprensa que o rapaz enviada mensagens à apresentadora por meio do Instagram.

"Eles mataram o meu irmão. Ele vivia dentro de casa, mas era uma pessoa muito boa. Nós descobrimos somente agora que ele era fã dela, há pouco tempo", comentou.

Redação O POVO Online
TAGS