PUBLICIDADE
Notícias

Rodrigo Hilbert gera polêmica por abater filhote de ovelha em programa

Ao ensinar como preparar o churrasco rústico, Rodrigo laçou, matou e limpou o borrego, antes de levá-lo para a panela. As cenas dividiram opiniões de internautas

17:22 | 14/03/2016
NULL
NULL

Atualizada às 21h

O ator e apresentador do canal pago GNT, Rodrigo Hilbert, se tornou o centro de uma polêmica, após abater um filhote de ovelha durante a gravação de seu programa culinário "Tempero de Família", exibido na última quinta-feira, 10.

%2b Rodrigo Hilbert pede desculpas por polêmica sobre abate de filhote de ovelha

A receita do dia era paleta de carneiro e pernil de cordeiro. Ao ensinar como preparar o churrasco rústico, Rodrigo laçou, matou e limpou o borrego, antes de levá-lo para a panela.

A cena revoltou telespectadores, que manifestaram insatisfação nas redes sociais. O assunto chegou, inclusive, aos trending topics do Twitter.  

"O programa do Rodrigo Hilbert no GNT mostrou gratuitamente o quão escroto e mau o humano pode ser, ao assassinar um filhote de ovelha", escreveu uma internauta. "Eu gosto do tempero de familia, mas isso me deixou enojada, triste", desabafou outra.

Outros usuários rebateram as críticas. "To vendo o pessoal esculachando o programa Tempero de Família do Rodrigo Hilbert... Churrasco nasce em árvore por acaso???", perguntou um internauta.

De acordo com o GNT, o referido programa foi editado e o abate do filhote foi excluído do vídeo disponível no site, bem como das próximas reprises.

Confira posicionamento do canal GNT sobre o episódio:

"A ideia desta temporada do 'Tempero de Família' é retratar, de forma documental, os hábitos alimentares de produtores rurais familiares que passam de geração para geração e as maneiras artesanais de preparo das receitas. Ao longo da temporada, Rodrigo esteve em casas de famílias que mostraram como plantam e colhem seus próprios alimentos e também visitou pequenos produtores que criam animais, principalmente para consumo de suas famílias. Inserimos as imagens no programa para documentar a origem dos alimentos que chegam à nossa mesa. Entendemos que as imagens podem ser fortes e, em respeito às manifestações do nosso público, decidimos retirá-las do programa", diz a mensagem. 

Redação O POVO Online 

TAGS