PUBLICIDADE
Notícias

MPF investiga se livros didáticos do MEC têm viés ideológico

Procurador solicitou ao MEC que sejam indicados quais dos livros listados foram distribuídos para as escolas da rede pública nos últimos cinco anos

10:21 | 13/03/2016
NULL
NULL
O Ministério Público Federal de Mato Grosso vai fiscalizar obras didáticas adotadas pelo Ministério da Educação (MEC). O inquérito instaurado foi motivado por questionamentos relacionados ao possível viés ideológico de títulos das disciplinas de ciências humanas, como História e Geografia. As informações são do portal IG.

O questionamento partiu em reportagem da revista Época. No texto intitulado "É ético usar a sala de aula pra 'fazer a cabeça' dos nossos alunos?", o cientista político Fernando Schuççer analisa dez livros e conclui que há doutrinação ideológica no material. Segundo ele, as obras não trazem uma visão pluralista dos fatos.
 
Os livros "Estudos de História" (FTD), "História Geral e do Brasil" (Spicione), "História conecte" (Saraiva) e "História para o ensino médio" (Atual) foram citados.

O procurador Cleber de Oliveira Tavares Neto solicito ao MEC que sejam indicados quais dos livros listados foram distribuídos para as escolas da rede pública nos últimos cinco anos. Ele também perguntou quais constam no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e pediu que o ministério apresente justificativa pedagógica para adoção dos livros.
 
Redação O POVO Online
TAGS