PUBLICIDADE
Notícias

Marcas de refrigerante e suco artificial vão deixar de fazer comerciais para crianças

Para a associação, é de responsabilidade dos pais decidir quais produtos os filhos vão consumir ou não. Daí a decisão de não ter os pequenos como público alvo

15:20 | 02/03/2016
NULL
NULL

Os fabricantes de refrigerantes e sucos artificiais do Brasil mudarão a forma de fazer publicidade a partir de um anúncio feito pela Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas (Abir). De acordo com a decisão tomada pelas 51 empresas associadas, não será mais realizada publicidade voltada ao público infantil.

A mudança segue uma tendência mundial da área, informa a assessoria de imprensa da instituição.

Para a associação, é de responsabilidade dos pais decidir quais produtos os filhos vão consumir ou não. Dessa forma, o objetivo é não atingir o público infantil (menores de 12 anos) com as peças publicitárias.

A partir da decisão, propagandas com conteúdo de apelo infantil não serão mais veiculadas. Além disso, também não devem ser veiculados comerciais de refrigerantes ou sucos artificiais em programas cuja audiência seja formada por pelo menos 35% de crianças.

Redação O POVO Online

TAGS