PUBLICIDADE
Notícias

Vereador sugere ao MEC queimar livros sobre gênero e diversidade sexual

Gueiros explicou que os livros contrariam o Plano Municipal de Educação, aprovado no ano passado

17:59 | 25/02/2016
NULL
NULL
Um vereador de Recife sugeriu ao Ministério da Educação (MEC) queimar livros da rede municipal de ensino que abordem identidade de gênero e diversidade sexual. Carlos Gueiros (PSB) é autor do projeto de lei 26/2016, a favor da suspensão dos livros relacionados às temáticas. As informações são do Diário de Pernambuco.
 
"Ele (o MEC) pode pegar e tocar fogo, ou repassar para o estado", falou ao jornal. Ele argumenta que os livros poderiam ser usados pela rede estadual. Segundo o parlamentar, os alunos "já têm maior discernimento sobre o assunto (sexualidade)". 
 
Gueiros explicou que os livros contrariam o Plano Municipal de Educação (PME), aprovado, no ano passado, pelos vereadores da capital pernambucana. Ele falou ao jornal que "quanto mais rápido" for decidido, melhor, já que os livros já estão sendo distribuídos.
 
A diretora de comunicação do Sindicato dos Professores Municipais (Simpere), Cláudia Ribeiro, falou ao Diário de Pernambuco que a tentativa de tirar os livros da saa é um retrocesso. "O ensino da educação sexual é do ponto de vista do respeito, da garantia do debate para que se respeite as diferenças, principalmente no interior das escolas, e para que se eduque as crianças sem que elas cometam violência de gênero".
 
Redação O POVO Online
TAGS