Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Sepultamento de PM morto no CE reúne mais de oito mil pessoas em RN

Camilo Santana lamentou a morte de Hudson durante coletiva. Familiares e amigos realizam caminhada, no próximo dia 17, na Beira Mar
20:40 | Jan. 11, 2016
Autor Jéssika Sisnando
Foto do autor
Jéssika Sisnando Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Mais de oito mil pessoas saíram às ruas de Apodi (RN) para dar o último adeus ao soldado Hudson Danilo de Oliveira, de 26 anos, baleado e morto durante um confronto no município de Jaguaribara. O sepultamento aconteceu nesta segunda-feira, 11, em Apodi, Rio Grande do Norte. Hudson foi atender uma ocorrência de roubo no interior do Ceará e foi recebido a tiros. 

Segundo o presidente da Associação de Profissionais de Segurança (APS), Reginauro Sousa, pelo menos oito mil pessoas lotaram as vias com o intuito de prestar as últimas homenagens ao PM. O velório aconteceu no ginásio Wilson Custódio e o sepultamento no cemitério Parque da Saudade, em Apodi (RN). Hudson residia em Mossoró, era recém casado e lotado no 9° Batalhão da Polícia Militar do Ceará, mas segundo Reginauro era nascido em Apodi.

Estiveram presentes associações e o comando da PMCE. "A cidade parou, uma multidão nas ruas. O cemitério ficou pequeno e também o ginário onde aconteceu o velório", relatou. Um dos cartazes dos colegas do Instituto Federal de Zootecnia do Rio Grande do Norte dizia: "Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Descanse em paz, amigo irmão Danilo. Essa é a mensagem de todos os amigos de sala", escreveram.

 O militar foi atingido na cabeça e encaminhado à Fortaleza, onde permaneceu no Instituto Doutor José Frota. O caso aconteceu na quinta-feira, 7, e dois dias depois do crime o policial teve morte cerebral. Familiares e amigos fizeram correntes pela recuperação do militar, mas no domingo, 10, foi decretada a falência múltipla dos órgãos. 

Preso suspeito de envolvimento na morte de policial   

Morre PM baleado por assaltantes 

 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

 Camilo comenta sobre o caso

[FOTO2]O governador do estado do Ceará, Camilo Santana, reforçou a fala sobre o perigo da profissão.  Ele se pronunciou sobre o caso durante a coletiva em que divulgou o balanço dos Crimes Violentos Letais Intensionais (CVLI), com o secretário da Segurança, Delci Teixeira. Hudson foi o primeiro militar morto do ano de 2016.

  "Ser policial é uma das profissões mais corajosas. Eles expôem a vida deles para salvar a população. É uma atividade de muito risco, como a violência do nosso Brasil, que só tem crescido. É lamentável mais uma perda em 2016. É uma profissão que merece respeito ao povo cearense", comentou Camilo. 

 Caminhada na Beira Mar


 [FOTO3]Familiares, amigos e policiciais devem participar de uma caminhada neste domingo, 17, na Avenida Beira Mar, em homenagem aos policiais civis e militares que morreram no ano de 2015. A concentração acontece nas proximidades do Aterro. Segundo Reginauro, a concentração acontece às 8h30min, todos devem comparecer usando preto. De acordo com a APS, 14 policiais foram mortos em 2015.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags