PUBLICIDADE
Notícias

Mulher esqueceu menino dentro de carro enquanto estava na manicure, diz Polícia

A mãe da criança afirmou que não foi a primeira vez que o filho foi esquecido:"Uma vez, ela teve a cara de pau de falar: 'seu filho é um amor, muito bonzinho, então, eu prefiro entregar todas as crianças primeiro e deixo seu filho por último'"

11:33 | 17/12/2014
NULL
NULL

Investigações da Polícia do Rio de Janeiro descobriram que Cláudia Vidal da Silva, 33 anos, deixou o garoto Gabriel Martins de Oliveira Alves, de 2 anos, trancado por cerca de duas horas dentro de um veículo enquanto fazia as unhas em um salão de beleza. A criança foi encontrada desacordada na última sexta-feira, 12. Ela chegou a ser socorrida, mas já teria chegado morta no hospital.

 Segundo informações da Polícia, Cláudia, que fazia transporte escolar irregular, havia dito em depoimento que sofreu um mal súbito e ao recobrar a consciência percebeu que o menino estava desacordado.

 O trajeto feito pela motorista foi refeito por policiais da Polícia Civil, que coletaram imagens de câmeras de segurança e localizaram a manicure responsável pelo salão, que comprovou que a versão dada por Cláudia era falsa. O delegado Felipe Curi, titular da 27ª DP, aguarda agora os resultados dos laudos da perícia para concluir o inquérito.
 "Localizamos uma testemunha que realmente deu a versão verdadeira de todos os fatos, de que, na verdade, ela ia ao salão de beleza para fazer as unhas enquanto o Gabriel ficou no carro", afirmou o delegado, lembrando que também ouviu duas pessoas que ajudaram a socorrer a criança.

 Gabriel Martins foi enterrado no último domingo, 14. A mãe do garoto, Carla Martins de Oliveira, contou que essa não foi a primeira vez que o filho foi esquecido.

 "Ela já esqueceu meu filho antes. Uma vez, ela teve a cara de pau de falar: 'seu filho é um amor, muito bonzinho, então, eu prefiro entregar todas as crianças primeiro e deixo seu filho por último'. Só que dessa vez ela não entregou. Foi um descaso. E um descaso da creche que não ligou para avisar que meu filho não chegou", disse Carla Martins de Oliveira.

 

Redação O POVO Online

TAGS