PUBLICIDADE
Notícias

Mulher é feita refém em frente ao Palácio do Buriti, em Brasília

Homem soltou a vítima após ser atingido por policiais. Antes ele teria tentado quebrar vidros do prédio

13:39 | 04/11/2014
NULL
NULL

No começo da tarde desta terça-feira, 4, uma funcionária do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) foi feita refém por um homem, em frente Palácio do Buriti, sede do governo local.

O homem manteve uma faca apontada para o pescoço da vítima por aproximadamente 30 minutos. Antes ele teria parado o carro em frente ao Palácio e tentado quebrar vidros do prédio. Seguranças tentaram detê-lo, mas ele correu.

Identificado como Robson Martins, o agressor tinha alucinações e esfaqueava a si mesmo, enquanto segurava a vítima.

De acordo com o Correio Braziliense, um negociador do Batalhão de Operações Especiais (Bope) tentava acalmar o homem, que falava em matar a mulher e em se matar. Num momento de distração, militares do Bope utilizaram balas de borracha e armas de choque para render o suspeito. Ele soltou a mulher e depois foi detido e levado para a 5ª Delegacia de Polícia do DF.

A vítima, identificada como Jurema Assunção, 28, bibliotecária do TJDFT, foi socorrida e, apesar de muito abalada, passa bem. O suspeito também foi encaminhado para o hospital, mas já foi liberado.

Segundo o jornal de Brasília, policiais e familiares de Robson confirmaram que ele é usuário de drogas e que vinha passando por tratamentos psiquiátricos em decorrência das alucinações.

Redação O POVO Online

TAGS