PUBLICIDADE
Notícias

Dengue: mais de 500 municípios brasileiros estão em estado de alerta

Segundo o Ministério de Saúde, o estudo recebeu informações de 1.524 municípios. Fortaleza ainda não apresentou seus dados

17:40 | 10/11/2014
NULL
NULL

Estudo realizado pelo Ministério de Saúde (MS), na última sexta-feira, 7, revelou que 125 municípios brasileiros estão em situação de risco, enquanto 552 cidades estão em condição de alerta sobre os casos de dengue. O Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) também destacou que 847 cidades apresentaram índice satisfatório.

Segundo o MS, o estudo recebeu informações de 1.524 municípios brasileiros. Apenas uma capital está na lista das cidades em situação de risco, mas dez apresentaram condição de alerta. Fortaleza ainda não apresentou informações ao órgão de saúde, portanto não teve dados divulgados.
[SAIBAMAIS2]Os municípios classificados como de risco apresentam larvas do mosquito em mais de 3,9% dos imóveis pesquisados. É considerado estado de alerta quando menos de 3,9% dos imóveis pesquisados têm larvas do mosquito, e satisfatório quando o índice está abaixo de 1% de larvas do Aedes aegypti.

De acordo com o órgão, o número de casos registrados de dengue caiu 61% entre janeiro e outubro de 2014, em comparação ao mesmo período de 2013, passando de 1,4 milhão de casos para 556,3 mil neste ano.

Situação das capitais
Conforme a pesquisa, Rio Branco é a única capital em situação de risco, com 4,2%. Porto Alegre, Cuiabá, Vitória, Maceió, Natal, Recife, São Luís, Aracaju, Belém e Porto Velho estão em estado de alerta. As regiões que apresentaram índices satisfatórios foram Curitiba, Florianópolis, Brasília, Campo Grande, Goiânia, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Macapá, Teresina e João Pessoa.

Além de Fortaleza, mais quatro capitais não apresentaram informações ao MS. São elas: Boa Vista, Manaus, Palmas e Salvador. O órgão continua recebendo dados dos municípios e vai divulgar o próximo levantamento nesta sexta-feira, 14.

Foco do mosquito no Nordeste
O Levantamento produzido pelo MS analisou os focos dos mosquitos por região. No Nordeste, 78,8% dos focos estão no abastecimento de água. Essa forma de criadouro do Aedes aegypti também preocupa no Centro Oeste.

A região Norte registrou 64,4% dos focos estão no lixo. No Sul, a preocupação é mesma, já que a área chegou a 47,3%. O Sudeste apresentou 55,2% dos criadouros em depósitos domiciliares.

Ceará
Em 2014 foram registrados 37.919 casos suspeitos de dengue no Ceará até o último sábado, 8. Na análise comparativa em relação ao ano de 2013, observa-se redução de 30% dos casos no Estado para o mesmo período. O POVO Online solicitou informações à Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) sobre as classificações do LIRAa, quanto a situação do município. A reportagem vai aguardar uma resposta para, posteriormente, divulgá-la.

Levantamento
Elaborado pelo Ministério da Saúde, em conjunto com estados e municípios, o LIRAa foi realizado em outubro deste ano. A pesquisa é considerada um instrumento para orientar as ações de controle da dengue.

Redação O POVO Online

TAGS