PUBLICIDADE
Notícias

Apenas três tipos de ocorrências causam quase 70% dos acidentes aéreos no Brasil

Tais fatores respondem por 2 em cada 3 acidentes investigados pela Aeronáutica

16:31 | 22/08/2014
NULL
NULL

Com base nos dados do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), 70% dos acidentes aéreos verificados desde o ano 2000, que tiveram investigação concluída, ocorreram por apenas três causas.

Os principais motivos apontados em relatórios do Cenipa são: perda de controle da aeronave, falha do motor e colisão em voo.

A perda de controle, seja em voo ou em solo, é apontada como a ocorrência mais frequente, representando 33% do total. Este percentual corresponde a 204 casos no total de 617 acidentes que tiveram causas apuradas pela Aeronáutica.

Já a falha do motor em voo representa 24% do total, número correspondente a 147 casos.

Por fim, os acidentes provocados por colisão em voo são responsáveis por 10% do total, com 63 casos. As colisões em voo, entretanto, parecem bem mais frequentes, pois em relatório específico sobre colisões com animais, o Cenipa aponta 1.739 ocorrências do tipo. Mais de 90% são de choques com aves, como o quero-quero e o carcará.

Além destas três principais causas, que juntas correspondem a 67% do total, a Aeronáutica lista mais outros 50 tipos de ocorrências, que respondem por 33% do percentual restante.

Outra causa também frequente é a pane seca, ou seja, a falta de combustível nas aeronaves.

Redação O POVO Online

TAGS