PUBLICIDADE
Notícias

Corpo do diretor Marcos Paulo é velado no Rio de Janeiro

11:06 | 12/11/2012
reprodução/ego
reprodução/ego

Foi velado na manhã desta segunda-feira, 12, o corpo do diretor e ator Marcos Paulo Simões , de 61 anos. A cerimônia realizada na capela 1 do Memorial do Carmo, no Rio de Janeiro contou com a presença de amigos, parentes e colegas de Marcos.

Antônia Fontenelle atual esposa do diretor foi uma das primeiras a chegar ao local, seguida das ex-mulheres, Flávia Alessandra e Renata Sorrah. Acompanhada do marido Otaviano Costa, Flávia chegou abraçada à Giulia, fruto de seu relacionamento de 11 anos com o diretor. Já Renata estava acompanhada de sua filha com ele, Mariana.

As outras três filhas do diretor, Vanessa, Mariana e Giullia, do casamento dele com a modelo Tina Serina, enviaram uma coroa de flores ao velório. Nela, se lia "Sempre te amaremos. Com muitas saudades, de suas filhas Jujuba, Mari e Vanessa".

De acordo com informações da Central Globo de Comunicação, o velório se estenderá até às 16h, quando haverá uma cerimônia de cremação para a família. O corpo será cremado efetivamente nesta terça,13.

A causa da morte de Marcos Paulo foi embolia pulmonar, informou a CGCom.

Ele começou a sentir-se mal em Manaus, onde participava do 9º Amazonas Film Festival acompanhado da esposa, Antônia Fontenelle. Quando os dois retornaram ao Rio de Janeiro, na manhã de domingo, o ator já estava com febre.

Na noite do mesmo dia, ele começou a passar mal. Quando o casal começava a se preparar para ir ao hospital, Marcos Paulo desmaiou e faleceu às 21h.

O diretor iniciou tratamento contra o câncer em maio de 2011, quando em um exame de rotina foi detectada a doença. Em agosto, o diretor passou 20 dias internado para uma cirurgia de retirada do tumor.

Marcos Paulo realizou exames de rotina no Hospital São José, em São Paulo, no mês de outubro que constataram ausência do câncer. De acordo com boletim médico, ele estava com a "saúde perfeita e o câncer do esôfago em total remissão", ou seja, sem a presença de células cancerígenas.

 

Redação O POVO Online

 

TAGS