PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Uma semana após ônibus universitário perder pneus e quase capotar, estudantes relatam nova ocorrência; veja o vídeo

O veículo transportava estudantes da Universidade Federal do Ceará (UFC); do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE); e do Centro Universitário Christus (Unichristus) para Aquiraz

11:51 | 03/12/2019
Estudantes aguardam ônibus de volta para Aquiraz por cerca de uma hora
Estudantes aguardam ônibus de volta para Aquiraz por cerca de uma hora (Foto: Arquivo pessoal)

Um ônibus que transporta estudantes universitários de Aquiraz para Fortaleza parou de funcionar na noite dessa segunda-feira, 2, próximo à Universidade Estadual do Ceará (Uece), no campus Itaperi. O incidente ocorreu uma semana após outro veículo da mesma empresa perder pneus e quase capotar na BR-116, em Fortaleza. De acordo com a Prefeitura Municipal de Aquiraz, a gestão está entrando com rescisão unilateral contra a atual empresa.

O veículo transportava estudantes da Universidade Federal do Ceará (UFC), do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), da Universidade Estadual do Ceará (Uece) e do Centro Universitário Christus (Unichristus) para Aquiraz quando começou a fumaçar.

Segundo uma estudante presente no coletivo, o ônibus apresentava problemas desde que saiu do campus da UFC para a Uece. Após os estudantes da Uece embarcarem no veículo, o motorista avisou que possivelmente iria ter que parar, pois o motor do veículo estava superaquecido. De lá, por volta das 23 horas, ele parou em um posto de gasolina, onde aguardou até a meia-noite pela chegada de outro coletivo.

"Quando a gente saiu da UFC já dava pra notar que tinha um mal cheiro do ônibus", relata Lourdes Maria, de 21 anos. "A gente tentou se comunicar com os responsáveis pelas rotas para enviar outro ônibus, mas foi uma demora até isso se resolver".

Além disso, a estudante de Mecatrônica Industrial Aline Silva, 18 anos, diz que recentemente alunos da Uece foram incluídos na rota, mesmo com veículo já cheio com alunos das outras instituições. "Nossa rota está fazendo um trajeto maior", diz a aluna do IFCE.

Estudante do curso de Química pela Uece, Hugo Freire Miranda, de 24 anos, diz que o "sentimento de indignação" ficou após a sequência de episódios. "Temos uma prestação de serviço defasada e perigosa. Há muito tempo vivencio isso. Quando não acontece em uma rota, acontece em outra", denuncia.

Ainda de acordo com o estudante, antes do outro veículo chegar, a "solução" apresentada pela empresa seria retornar à Aquiraz no mesmo veículo. Os alunos, no entanto, não aceitaram a proposta. "Alertamos diariamente os responsáveis pelo transporte, mas vemos descaso". O ônibus que levaria os estudantes para casa chegou por volta das 23h50min. 

O que diz o Município

O secretário de Esporte, Juventude e Lazer de Aquiraz, José Ivanildo Saraiva Cunha, avisa que a empresa responsável pelo transporte foi notificada pela Prefeitura após o incidente do último dia 25. A empresa, no entanto, não se posicionou diante dos problemas apresentados. O prazo para a resposta terminou ontem, 2, exatamente uma semana após o primeiro episódio exposto pelo O POVO.

Agora, o Município entra com rescisão unilateral contra a empresa, que terá mais cinco dias para responder. "Não é o cenário ideal, mas os estudantes estão em época de prova. Muitas faculdades irão até o próximo dia 19", afirma o secretário. "A Prefeitura está tomando todas as medidas cabíveis, providenciando para que, no prazo, outra empresa entre".

Ivanildo Saraiva explica que, para novos ônibus entrarem nas 21 rotas que saem de Aquiraz, esses veículos precisam passar por vistoria. Ele acusa a empresa atual de trocar os veículos contratados por outros, sem a necessária vistoria do município. Ainda conforme o secretário, mais de mil estudantes são atendidos todos os dias. "Não é uma logística fácil para resolver do dia para a noite".