PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Secretário apresenta nova estratégia de segurança e ações para alta estação

Investimento em câmeras, inteligência artificial e motivação de profissionais estão entre as inovações

15:16 | 03/12/2019
Nesp é apresentado em reunião com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis -seção Ceará
Nesp é apresentado em reunião com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis -seção Ceará (Foto: Cícero Oliveira/SSPDS)

Em reunião para membros da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis -seção Ceará (ABIH-CE), André Costa, Secretário da Segurança Pública do Ceará, anunciou a Nova Estratégia de Segurança Pública, chamada de Nesp, que será inicialmente aplicada durante a alta estação no Ceará, nos primeiros dias de dezembro. A reunião foi realizada na última quinta-feira, 28 de novembro. O foco é melhorar a segurança em período de alta estação, protegendo turistas, e assim, também moradores da cidade.

Uma linha de estudos e trabalhos apontaram um maior foco nas condições de trabalho dos policiais. “Os profissionais terão mais investimento e motivação, e serão encontrados em mais lugares na cidade, circulando em viaturas e a pé”. Afirma André Costa. Ele explica também que no Ceará, os policiais têm assistência jurídica gratuita e, no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, foi criado atendimento exclusivamente para crimes contra policiais. 

Crimes que eles classificam como de mobilidade e de não-mobilidade receberam estratégias diferentes para cada caso. “Para nós, no Ceará, se preocupar com o desarmamento é importante, mas também insuficiente. Sentimos que é necessário também fazer o controle sobre a questão da mobilidade do criminoso, dificultando sua utilização de veículos automotores”. Ele conta que ultimamente os crimes mais graves estão acontecendo com a utilização de veículos e, por isso, é preciso criar estratégias de identificação para evitar que aconteçam.

O secretário afirma que no Brasil, o costume é focar nos Hot Spots, que são locais onde ocorrem muitos crimes. Mas os criminosos, ao perceberem policiais nesses locais, procuram outras áreas próximas para cometer assaltos. A polícia agora apresentará o sistema de abordagens, que abriga técnicas de inteligência artificial que informará a presença desses veículos, normalmente utilizados em assaltos. 

“Algumas regiões são mais reforçadas que outras, obviamente, mas crescerá bastante efetivamente nesse período. É uma grande operação, longa, que terá os dias iniciais em dezembro, e vai até o fim de janeiro, praticamente 60 dias, e depois reduziremos um pouco para retornar para o Carnaval. Todo mundo acompanha, é uma grande estrutura que a gente monta que vai usar durante a alta temporada.”

“Já temos uma experiência,com a rede hoteleira aqui na beira mar, mas o diferencial é que agora queremos uma integração de maneira inteligente, ou seja, aplicando inteligência artificial para monitorar essas câmeras, pois não adianta a gente integrar um universo enorme de câmeras e precisar de pessoas para ficar vendo essas imagens. Não teria efetividade nessa ação. Então esperamos até o meio do ano estarmos em um acordo com a Universidade, a Secretaria, a PRF, para desenvolver essa inteligência artificial. Essa inteligência ficará responsável por monitorar essas câmeras. Ao ver uma situação que fuja do padrão, ela alerta os policiais para que eles tomem as decisões.”