PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Pacarrete selecionado para Gramado

| Estreia nacional | Filme de Allan Deberton está entre os selecionados para a Mostra Competitiva de longas do Festival de Gramado. Produção, rodada no município de Russas, é inspirada em história real

10/07/2019 01:32:57
 Marcélia Cartaxo interpreta Pacarrete, personagem do interior do Ceará retratada em filme de Allan Deberton
Marcélia Cartaxo interpreta Pacarrete, personagem do interior do Ceará retratada em filme de Allan Deberton (Foto: luiz alves/ divulgação)

O filme Pacarrete, longa de estreia de Allan Deberton, é o único cearense na Mostra Competitiva do 47º Festival de Cinema de Gramado, um dos mais prestigiados do circuito nacional. A relação dos longas-metragens em competição foi anunciada no começo da tarde de ontem, 9.

Completam a lista dos competidores Hebe - A estrela do Brasil (SP), de Maurício Farias; O Homem Cordial (DF), de Iberê Carvalho; Raia 4 (RS), de Emiliano Cunha; Veneza (RJ), de Miguel Falabella; Vou nadar até você (SP), de Klaus Mitteldorf e Luciano Patrick; e 30 anos blues (SP), de Andradina Azevedo e Dida Andrade.

A exibição de Pacarrete no Festival de Gramado será a estreia nacional do longa cearense. O filme teve première mundial na Mostra Competitiva do 22º Festival de Shangai, mês passado. E também está entres os seis selecionados para a competição do 26º Festival de Cinema de Vitória, que ocorrerá de 24 a 29 de setembro. Curiosamente, Raia 4, o outro longa brasileiro que disputou Shangai, também está na Competitiva do festival gaúcho.

Inspirado em uma personagem real, Pacarrete conta a história da bailarina clássica Maria Araújo Lima (Marcélia Cartaxo). Mais conhecida como Pacarrete, ela começa a enfrentar o drama da velhice. Desde menina, ela vivia pelo sonho de se tornar uma grande bailarina, mesmo sendo nascida e criada em Russas, uma cidade muito conservadora do interior do Ceará, onde o normal seria se casar e cuidar dos filhos. A trajetória da artista é revisitada desde a sua origem até os dias atuais, colocando em evidência inseguranças e questões íntimas que a acompanharam durante sua carreira e vida pessoal.

Além de Marcélia Cartaxo estão no elenco Zezita Matos, Soia Lira, João Miguel, Samya de Lavor e Débora Ingrid. O filme foi rodado em julho de 2018, em Russas e em Fortaleza. A direção é de Allan Deberton, que também assina o roteiro, ao lado de André Araújo, Samuel Brasileiro e Natália Maia.

"É inacreditável, a gente fica muito ansioso e ao mesmo tempo muito eufórico", comemora Deberton, em entrevista ao O POVO. "Gramado é um festival muito grande, muito importante. Ter sido selecionado para a Competitiva é maravilhoso, porque será nossa estreia dentro de casa. Será a primeira oportunidade do público brasileiro ver o filme. E isso é muito bom".

O 47º Festival de Cinema de Gramado será realizado de 16 a 24 de agosto. O filme de abertura será Bacurau, de Kléber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, vencedor do Prêmio do Júri no Festival de Cannes.

Além dos longas, competem na Serra Gaúcha pelo cobiçado troféu Kikito os curtas-metragens Teoria sobre um planeta estranho (MG), de Marco Antônio Pereira; A pedra (RS), de Iuli Gerbase; O balido interno (PE), de Eder Deó; Menino pássaro (SP), de Diogo Leite; O véu de Amani (DF), de Renata Diniz; A ética das hienas (PB), de Rodolpho de Barros; A mulher que sou (PR), de Nathália Terez; Sangro (SP), de Tiago Minamisawa e Bruno Castro; Um tempo só (SP), de Lane Alves; E o que a gente faz agora? (BA), de Marina Pontes; Marie (PE), de Leo Tabosa; Apneia, de Carol Sakura e Walkir Fernandes (PR); Amor aos vinte anos (SP), de Felipe Arrojo Poroger e Toti Loureiro; e Invasão espacial (DF), de Thiago Foresti.

Clique na imagem para abrir a galeria

Émerson Maranhão