PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Conversas de mesa de bar

| Lançamento hoje | Coletânea Rhinocéros reúne poemas, crônicas e textos em prosa sobre experiências cotidianas com a Cidade e sua boemia

04/07/2019 17:41:26
FORTALEZA, CE, BRASIL, 19-01-2015: Romeu Duarte Junior, arquiteto, mestre em arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (USP), escritor e ex-superintendente Regional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) no Ceará. Mercado Imobiliário. (Foto: Ethi Arcanjo/O POVO)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 19-01-2015: Romeu Duarte Junior, arquiteto, mestre em arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (USP), escritor e ex-superintendente Regional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) no Ceará. Mercado Imobiliário. (Foto: Ethi Arcanjo/O POVO) (Foto: ETHI ARCANJO)

Foi entre uma cerveja e outra que seis amigos encontraram os muitos caminhos que ligam a literatura e a mesa de bar. Dos encontros etílicos espalhados por diferentes bares da Cidade, eles extraíram o material poético e literário que compõe o livro Rhinocéros, que será lançado hoje, 6, na Embaixada da Cachaça.

A coletânea conta com textos de Altino Farias, proprietário do bar Embaixada da Cachaça; Dejoces Baptista, professor; Roberto Paiva, representante comercial; e Romeu Duarte, arquiteto e urbanista. "Falando da vida e bebendo num bar", eles fizeram de Rhinóceros um encontro entre a vivência boêmia e o encantamento das palavras - na prosa e na poesia.

Várias ilustrações, de autoria dos arquitetos Áureo Freire e Domingos Cruz, compõem as páginas do livro. A temática dos desenhos transita entre a cidade de Fortaleza em suas diferentes linhas e paisagens, na impressão de Domingos, e as paisagens do interior cearense, no traço de Áureo. "A gente está confraternizando, nos conhecemos há muito tempo. Eu aceitei de imediato participar", conta Domingos, que é professor do curso de Arquitetura da Universidade de Fortaleza (Unifor).

Com o livro, eles celebram uma amizade que se mantém há mais de 30 anos. "Tem sido uma experiência muito boa. Gosto de escrever desde os meus 18 anos e já estou pensando em fazer outro livro em breve", adianta Roberto Paiva, um dos seis autores que assinam o título.

Surgido quase como uma "brincadeira de butikim", o livro era uma ideia há muito tempo pensada pelo grupo. Mas foi no ano passado, quando começaram a participar dos encontros literários no bar Embaixada da Cachaça, no Joaquim Távora, que a ideia começou a tomar forma. "Desde quando frequentávamos o antigo Bar do Airton tínhamos propósito de fazer algo juntos. Neste ano, juntamos o que cada um tinha escrito e estava guardado, e, de repente, o livro surgiu", conta Roberto, que escreveu 22 poemas para compor Rhinocéros.

"Aconteceu de forma muito natural, são seis pessoas que se conhecem há muito tempo e que frequentam os mesmos bares. É um livro despretensioso, não somos profissionais mas gostamos de escrever", descreve Romeu Duarte, que é cronista do Vida&Arte desde 2012. No livro, ele apresenta um conjunto de críticas do que intitula como "baixa gastronomia de Fortaleza".

Na última sessão do livro, o arquiteto e urbanista fala de sua experiência com o bife a rolê, a piabinha frita, a panelada e muitas outras receitas já populares nas mesas dos bares locais. "Falo de alguns sabores tradicionais dos bares da Capital, da comida simples, popular, que merece ser referenciada", resume Romeu, que também é professor do Curso de Arquitetura da UFC.

O evento de lançamento de Rhinóceros, que acontece a partir do meio dia de hoje, 6, contará com a presença dos seis autores, além de leitura de trechos do livro e participação da banda Zambumbossa, no começo da tarde.

Lançamento do livro "Rhinocéros"

Quando: hoje, 6, às 12 horas

Onde: Embaixada da Cachaça (r. João Brígido, 1245 - Joaquim Távora)

Aberto ao público

Valor do livro: R$30

Informações: (85) 3085 0428

 

Ivig Freitas/ Especial para O POVO