PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Ritmos de uma geração

| Streaming | Com retorno à Netflix marcado para o dia 30 deste mês, primeiro episódio de Glee estreava há 10 anos. Relembre as histórias e canções do grupo de jovens que fez fama na TV e nos palcos

07/06/2019 01:34:49
Glee
Glee (Foto: Divulgação)

Uma garota não popular, um nerd de cadeira de rodas, um gay assumido, uma menina negra e gorda, e o capitão do time da escola. A fórmula já era perfeita para se criar o enredo mais popular entre as séries e filmes teens americanos, mas um detalhe tornou Glee uma das obras mais prestigiadas desde seu lançamento, há 10 anos: a música. Glee, que já esteve no catálogo da Netflix em 2017, retorna ao serviço de streaming no dia 30 deste mês. Apresentando novos atores e versões de inúmeras músicas, as histórias contadas no seriado continuam atuais mesmo após passada uma década desde a estreia.

Quando o professor de espanhol Will Schuester (Matthew Morrison) assume o clube de coral da escola em que trabalha, ele se vê em meio aos conflitos individuais e familiares daqueles jovens de personalidades tão distintas. Reunindo os dramas pessoais e as críticas sobre preconceito, religião, bullying e relacionamentos, eles refletiram seus sonhos e desejos em forma de música. Os jovens atores Lea Michele (Rachel), Cory Monteith (Finn), Amber Riley (Mercedes), Chris Colfer (Kurt), Kevin McHale (Artie), Jenna Ushkowitz (Tina), Mark Salling (Puck), Dianna Agron (Quinn), Naya Rivera (Santana), Heather Morris (Brittany) e Harry Shum Jr. (Mike), que formam o elenco principal desde a primeira temporada, deram vida a personagens que refletiam a realidade de uma geração.

No decorrer dos episódios, os atores interpretam versões de inúmeras canções - das mais antigas aos hits do momento - que retratam o período que certo personagem está vivendo. Don't Stop Believin', da banda Journey, por exemplo, foi cantada em diversos episódios, sendo o primeiro single oficial da série e ficando no Top 10 da Billboard durante várias semanas. Com a temática de superação e de não desistir dos sonhos, a canção marcou presença na primeira temporada, onde os alunos se mostram um verdadeiro grupo para Will, e na sexta (e última) temporada, quando o elenco principal retorna ao colégio em uma homenagem ao professor.

"Glee expõe fragilidades, desejos, angústias e medos. Mudanças na puberdade, situações de conflitos familiares, o encontro do eu. Em 10 anos de Glee, milhares de pessoas foram impactadas pelo elo afetivo construído através das dezenas de situações comuns apresentadas pela série, retratando aspectos de qualquer vivência natural", analisa Alex Ferreira, jornalista e fã da série.

Desde seu lançamento, em maio de 2009, até o último episódio - que foi ao ar em março de 2015 - as seis temporadas da série musical resultaram em quatro Globos de Ouro (melhor série de televisão - comédia ou musical, em 2010 e 2011; melhor ator coadjuvante em série para Chris Colfer, o Kurt Hummel; melhor atriz coadjuvante em série para Jane Lynch, a treinadora Sue Sylvester, ambos em 2011), três Emmy Awards e diversos outros prêmios da televisão americana, um filme em 3D e duas turnês mundiais, em 2010 e 2011.

Glee contou com diversas participações especiais em suas temporadas. Nomes como Ricky Martin, Neil Patrick Harris, Demi Lovato, Olivia Newton John, Adam Lambert e Whoopi Goldberg. A atriz Gwyneth Paltrow interpretou a professora substituta do coral, Holly Holiday, papel que a fez ganhar o Emmy Awards de 2011 na categoria melhor atriz convidada em série de comédia. Outra participação foi da cantora Idina Menzel, que viveu Shelby Corcoran, coordenadora do coral rival e mãe de Rachel Berry (Lea Michele). Mas honraria mesmo recebeu a cantora americana Britney Spears, que teve episódio especial em sua homenagem e Britney 2.0, um álbum somente com regravações de suas músicas.

 

Clique na imagem para abrir a galeria

Líllian Santos

TAGS