Warning: include_once(includes/paginas/opovo/online/geral/header.php): failed to open stream: No such file or directory in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305

Warning: include_once(): Failed opening 'includes/paginas/opovo/online/geral/header.php' for inclusion (include_path='.;C:\php\pear;D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src/libs/google-api-php-client/src/') in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305

VERSÃO IMPRESSA

Cinemas&Séries

|estreia|Clássico de Nelson Rodrigues, O beijo no asfalto ganha terceira versão cinematográfica, desta vez dirigida por Murilo Benício

01:30 | 06/12/2018

De novo aquele beijo 

[FOTO1]

Praça da Bandeira, 17 horas. Em meio ao fluxo de gente e pressa, um homem é atropelado por uma lotação e voa de encontro ao asfalto. Um bancário é o primeiro a chegar à vítima e, em vez do socorro, oferece misericórdia em forma do último beijo da vida do moribundo. É assim que Nelson Rodrigues (1912 - 1980) começava uma de suas mais famosas peças, a tragédia carioca O beijo no asfalto. Escrito em 1960, o clássico rodriguiano ganha nova versão, a terceira para o cinema, e desta vez o protagonista não é bem Adair - o homem que beijou o morto.

[FOTO2]

Na versão do ator transformado em diretor Murilo Benício, quem protagoniza a obra é Nelson Rodrigues. Para isso, o realizador estreante investe num mecanismo que, ainda que não seja novo, dá um novo matiz de originalidade à uma obra já tão consagrada. De um lado, Lázaro Ramos, Débora Falabella e Otávio Müller mostram as nuances da encenação - contam a história, por assim dizer. Do outro, Benício opta por incluir no filme as conversas do elenco com o teatrólogo Amir Haddad, que traz luz para o texto da peça.

[FOTO3]

Ou seja, Murilo Benício não traz uma enfadonha narração em off para fazer de Nelson Rodrigues seu personagem. O autor ganha vida com seu texto e com as memórias de Fernanda Montenegro, uma das protagonistas da montagem original do espetáculo. É como se os bastidores, o entre-coxias, fosse um segredo íntimo do elenco revelado para o grande público. Cria-se, assim, uma cumplicidade entre obra e público e atribui-se um sentimento renovado.

 

O diretor parece se inspirar em obras como Moscou (2009), documentário de Eduardo Coutinho sobre uma montagem de As três irmãs, de Tchekhov, ou mesmo o luso-brasileiro Olmo e a gaivota (2014), de Petra Costa e Lea Glob - que mistura ficção e realidade em meio a uma encenação de outra peça de Tchekhov. Murilo Benício, no entanto, é menos radical, o que rende uma obra ao mesmo tempo menos potente e mais acessível. Esse quê de documentário atualiza o texto. Moderniza, para usar o termo que Nelson Rodrigues provavelmente odiaria. O longa se ancora particularmente em Fernanda Montenegro para ler o momento sócio-político do País e, de certa forma, situar uma obra que tinha tudo para estar ultrapassada.

 

E a sorte do filme é que ela não está. O beijo no asfalto é sobre moralismo - o foco da sociedade é no suposto amor entre dois homens, ignorado o ato de misericórdia. Assim como na época da peça, é também sobre jornalismo. Se lá havia a crítica ao sensacionalismo, aqui se mostra o reverberar de uma notícia fraudulenta - fake news, como convencionou-se. Além de ser crítico à corrupção. Tudo isso vem ainda conectado pela leitura social melodramática típica de Nelson Rodrigues, que por vezes apagava os limites entre reacionarismo e progressismo em obras fatalmente humanas.

 

Com o belo preto e branco na fotografia de Walter Carvalho - que ressalta o cinza eterno dos personagens rodriguianos -, O beijo no asfalto é um take original e um belo primeiro passo na carreira de diretor de Murilo Benício. É um remake, um filme de época, uma obra desgastada, mas que não soa empoeirada. Claro, ela podia ter sido bem mais extrema - a trama acaba sendo bem linear e fechada em si. O que não quebra nem a força do texto original, nem a vida desta original revisita.

TAGS


Warning: include_once(includes/paginas/opovo/col.dir.php): failed to open stream: No such file or directory in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305

Warning: include_once(): Failed opening 'includes/paginas/opovo/col.dir.php' for inclusion (include_path='.;C:\php\pear;D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src/libs/google-api-php-client/src/') in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305

Warning: include_once(includes/paginas/opovo/online/geral/footer.php): failed to open stream: No such file or directory in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305

Warning: include_once(): Failed opening 'includes/paginas/opovo/online/geral/footer.php' for inclusion (include_path='.;C:\php\pear;D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src/libs/google-api-php-client/src/') in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305