VERSÃO IMPRESSA

Ah, aqueles dias de FestRio...

| Crônica | Produtor de arte, Fábio Vasconcelos puxa da memória lembranças bem-humoradas do evento que movimentou a Cidade nos idos de 1989

01:30 | 25/07/2018
[FOTO1]

Há 29 anos trabalhei no meu primeiro festival de cinema. Era o FestRio. Foi o início da era Jereissati que trouxe o festival internacional carioca para Fortaleza. Quem fez a decoração/ambientação da festa de abertura no modernista Palácio da Abolição, recém abandonado pelos governos com cheiro de pólvora, foi o Burle Marx. Na festa você dava uma volta e esbarrava na namoradinha do Brasil, que tinha vindo aqui fazer não sei o quê!

 

Na piscina do hotel Othon, quase vazia com as suas palmeiras tristes... o malvado Leôncio de A Escrava Isaura tomava sol com sua sunga cinza desbotada. Grécia, a coordenadora do staff, treinava recepcionistas bilíngues e dava os últimos retoques na lista de convidados que os empresários locais enviavam eufóricos, via fax.

 

No Paço Municipal, maracatus enlouquecidos batiam tambores e davam as boas-vindas a convite do recém empossado prefeito gato. As noites um dia eram russas, outras francesas, e outras étnicas sul-americanas. Uma índia "Quíchua" e o seu netinho passavam mal na suíte máster de frente pro mar com o peixe ao molho de camarão, degustado no buffet cinco estrelas na hora do almoço.

 

Vieram mais de 500 filmes, que somavam cerca de duas mil latas de negativos. Muitos não foram exibidos por falta de logística e/ou falta de público, numa cidade que, mesmo não acontecendo quase nada naqueles dias tolos e ingênuos de 1989, não ficou sabendo da mega promoção governamental.

 

Na abertura, milicos camuflados cercaram o entorno embaixo dos letreiros luminosos do cinema. A secretária da Cultura Violeta Arraes - a rosa de Paris -, aos gritos, pedia para o chefe da Casa Civil desmontar o cerco de mau gosto.

 

Helen Mirren, na noite de encerramento, ganhou o Tucano de Ouro como melhor atriz pela película O Cozinheiro, o Ladrão, a sua Mulher e o Amante. O agente do Peter - o Greenaway!-, subiu ao palco e nos fones de ouvido a plateia atenta e pouco acostumada com a tradução simultânea o ouviu dizer: "Helen adoraria receber o prêmio de melhor atriz, se soubesse onde ficava Fortaleza no mapa".

 

Eu estava/estive ali! A sede principal do FestRio Fortaleza foi o cinema São Luiz. O MIS sabe mais do que eu!

 

Fábio Vasconcelos é produtor de arte e objetos

 

Fábio Vasconcelos

ESPECIAL PARA O POVO

vidaearte@opovo.com.br

 

 

 

 

TAGS