VERSÃO IMPRESSA

UFC realiza mostra de literatura fantástica

| EVENTO | Durante dois dias, estudantes de diversos cursos da universidade vão apresentar textos e debater sobre as ligações entre o fantástico, o sublime e o real dentro da literatura

01:30 | 05/06/2018

A busca pela combinação precisa de velocidade narrativa, criatividade e concisão que moveu autores como Gabriel García Márquez e Machado de Assis segue pulsante nos contintas contemporâneos. Munidos desse entusiasmo, alunos da Universidade Federal do Ceará (5) realizarão hoje, 5, e na terça-feira, 12 de junho, a 1ª Mostra de Literatura Fantástica, no auditório da Biblioteca Central do Campus do Pici. A exposição tem por intuito aprofundar o conhecimento dessa vertente literária e expandir, na prática, a compreensão sobre o tema.


Para apresentação no evento, foram selecionados 18 contos escritos por alunos da UFC. Os textos foram desenvolvidos ao longo do semestre acadêmico, abordando desde sonhos tresloucados da juventude até a solidão das férias e a mudança de colégio. Tudo, é claro, embalado por estranhos acontecimentos, características da literatura fantástica.

[QUOTE1]

Um dos textos apresentados pela mostra será o do estudante de Jornalismo Alan Magno. No conto Enraizados, Alan narra a superação de uma perda, a partir da relação do seu protagonista, seu companheiro e sua casa. “Escrever utilizando uma dor como força impulsionadora não foi algo fácil. Entretanto, a obra em si não versa apenas sobre o sofrimento, mas desperta para a importância da resiliência. Como diria (a escritora) Socorro Acioli, a missão de um escritor é encontrar uma história que somente ele ou ela, no mundo inteiro, seria capaz de contar”, aponta o jovem.


Durante a mostra também serão exibidos contos como o da estudante de Publicidade e Propaganda Séfora Pires, que conta a rotina de uma adolescente que teme que seus sonhos se tornem realidade. Já o graduando de Cinema e Audiovisual Sávio Mariano conta a descoberta de Cecília, uma moça casta no caminho da conquista de seu próprio corpo e seus desejos. Além de outros textos que serão exibidos durante o evento.


A construção dos contos ocorreu durante a realização da disciplina de Literatura, Cultura e Arte, ministrada pelo professor Cavalcante Júnior. “Produzir a incerteza diante do real foi um dos objetivos do trabalho”, afirma o docente. Os textos foram escritos em um processo exploratório da literatura ibero-americana e seus autores, combinando leituras compartilhadas e a construção coletiva das produções dos alunos.

 

INGRID THAIS

TAGS