VERSÃO IMPRESSA

O que fazer em Amsterdã

| AMSTERDÃ | O primeiro voo partindo de Fortaleza com destino à capital holandesa começa a operar hoje. Selecionamos alguns locais que merecem ser explorados por lá

01:30 | 03/05/2018

Quatro cidades no exterior são novos destinos de voos que partem de Fortaleza neste ano: Amsterdã, capital da Holanda; Cidade do Panamá, capital do Panamá; Orlando, no estado norte-americano da Flórida; e Paris, capital da França. O primeiro deles começa a ser operado hoje Air France-KLM e como destino Amsterdã. Conhecida por seus belos canais, pelas tulipas e pelos museus, a cidade holandesa se destaca pela mobilidade urbana. O deslocamento entre os pontos pode ser feito com bicicletas, meio de transporte bastante comum por lá; por meio de barcos, que percorrem os canais; ou em ônibus que operam pelo “hop on, hop off” - sistema que circula em locais próximos a atrações da cidade.


Ludmila Masih, estudante de Jornalismo, viajou pela primeira vez para Amsterdã em 2015 e deve voltar lá neste mês. “Quando saiu a notícia dos novos voos, que seriam diretos, eu fiquei muito feliz. O que me faz voltar é poder rever lugares que amo muito”, afirma. Estudante de Nutrição, Lia Correa visitou Amsterdã, em abril do ano passado, e lembra de tudo parecer “uma pintura”. “A arquitetura dá a sensação de que a gente está num cenário. Vemos as pessoas andando nos canais, nas bicicletas. É lindo”, afirma. Confira a seguir alguns lugares que valem ser visitados na capital holandesa!


 

HISTÓRIA

[FOTO1]

Casa Anne Frank

A casa Anne Frank é um dos destinos mais conhecidos, e procurados, de Amsterdã. Ela é o local onde a jovem que dá nome ao museu esteve escondida durante a Segunda Guerra Mundial e escreveu seu diário, entre os anos de 1942 e 1944, e que se tornaria livro. Há objetos da época de quando Anne morava lá, como um papel de parede colocado por ela e pela irmã. A estudante cearense Ludmila Masih, que possui ascendência judia, afirma que a visita ao local “foi um dos momentos mais emocionantes” que já viveu. A alguns metros desse espaço, o visitante pode conhecer o Mercado das Flores, onde é possível comprar as famosas tulipas holandesas e algumas lembranças da viagem.A casa fica aberta à visitação diariamente, das 9 às 22 horas. Pessoas com idade a partir de 18 anos pagam 14,50 euros pela visita e quem tem entre dez e 17 anos, 10 euros. O valor inclui a opção de o visitante fazer parte de um programa introdutório sobre a história de Anne no contexto da guerra.

 

ARTE

[FOTO2]

Museu Van Gogh

O Museu Van Gogh é visitado anualmente por cerca de 1,5 milhão de turistas. A razão para a popularidade do local é que ele apresenta a maior coleção de obras do pinto impressionista e que inspirou a animação recém indicada ao Oscar Com amor, Van Gogh. Ludmila afirma que “visitar o Museu Van Gogh é incrível porque você vê de ‘pertinho’ as obras que antes via nos livros e na internet.” Até o dia 24 de junho o local está com a exposição Van Gogh & Japão, oportunidade para o visitante descobrir como o país oriental influenciou a obra do artista. O Museu Van Gogh está aberto diariamente das 9 às 19 horas, com exceção das sextas (9 às 22 horas) e dos sábados (9 às 18 horas). Pessoas com idade a partir de 18 anos pagam 23 euros pela visita com direito a um guia multimídia. Sem o guia, a entrada custa 18 euros. Para quem tem menos de 18 anos, a visita é gratuita.

 

CERVEJARIA

[FOTO3]

Heineken Experience

A Heineken Experience é outra opção de turismo para quem vai a Amsterdã. Nela, é possível visitar o prédio que foi uma das primeiras sedes da cervejaria. O visitante pode conhecer a história da Heineken e o processo de produção das cervejas, e também tem direito a pelo menos duas bebidas do Best Dam Bar, dependendo do ticket adquirido. Outra experiência possível é um passeio com um guia da Heineken por um dos canais da cidade e uma visita ao mirante A’Dam, de onde é possível avistar o centro histórico da cidade. Os valores das atrações variam de 18 a 55 euros e pessoas com idade inferior a 18 anos devem estar acompanhadas por um adulto.

 

ARTE

[FOTO4]

Museu Rembrandt

O Museu Rembrandt está localizado na casa onde Rembrandt Harmenszoon van Rijn, que foi um dos principais artistas barrocos do país, morou e trabalhou durante cerca de 20 anos. Parte da mobília do local é do século XVII. Nele estão por volta de 300 pinturas, 300 gravuras e 2 mil desenhos do artista, que ensinou importantes pintores do país. Até o próximo dia três de setembro, o museu está com a exposição intitulada Rembrandt Observes People, que apresenta a percepção do artista em quadros que trazem crianças brincando, mendigos e pessoas idosas. O local é aberto diariamente, das 10 às 18 horas. Pessoas com idade acima de 17 anos devem pagar 13 euros pela visita, que custa quatro euros para crianças entre seis e 17 anos. Crianças com idade inferior a seis anos não pagam.

 

OP ONLINE www.opovo.com.br


Matéria disponível também no canal das Revistas O POVO (link: bit.ly/2JINS1Q).

 

MARCOS SOUZA

TAGS