VERSÃO IMPRESSA

Encontro de jogos de tabuleiro da UFC chega à segunda edição

01:30 | 24/05/2018
[FOTO1]

Xadrez, gamão, trilha. Longe das telas e do wi-fi, os jogos de tabuleiro ainda são uma alternativa de diversão entre amigos ou com a família. Afinal, mesmo com o avanço dos jogos eletrônicos, clássicos, como War, Banco Imobiliário e Jogo da Vida continuam conquistando novas gerações de apreciadores. Reunir estes novos jogadores é um dos objetivos do II Encontro de Jogos de Tabuleiro da UFC, que integra a comemoração do Dia Internacional do Brincar na universidade. O evento acontece na manhã do próximo sábado, 26, e busca envolver os participantes em uma experiência de interatividade e diversão.


Entre tabuleiros clássicos e modernos, mais de 300 jogos estarão à disposição do público durante todo o evento, que acontece na Casa José de Alencar, espaço de cultura e lazer no bairro Messejana. Além de jogos clássicos dos anos 1980 e 1990, os participantes poderão experimentar um acervo de card games, baralhos e jogos de competição e cooperação. Por meio dos jogos de representação, conhecidos como RPG, também será possível divertir-se com práticas que envolvem imersão e fantasia. Marcos Teodorico, idealizador do evento, calcula que pelo menos 1,5 mil pessoas estejam presentes no segundo encontro. “Pensamos em um formato que envolve famílias, crianças, jovens e idosos em uma intensa experiência lúdica”, afirma.


A programação apresenta um espaço de “playtest”, onde será possível experimentar jogos desenvolvidos por estudantes da UFC e que ainda estão em fase de teste, como Camel Up e Mysterium - um jogo cooperativo de dedução com cartas e tabuleiro. Além disto, analógico e digital dialogam em um espaço com TVs e consoles, voltado para os que preferem a diversão em meio aos gráficos e texturas dos jogos eletrônicos. Ocorrerão ainda campeonatos de xadrez e outros jogos, como Colonizadores de Catan, um dos tabuleiros modernos mais famosos, lançado em 1995. O objetivo dos jogadores é ser a força dominante na ilha de Catan, construindo estradas, vilas e cidades. Para colecionadores ou iniciantes, um estande de vendas com cartas, bottons e outros itens relacionados aos board games ficará exposto durante toda a manhã.

[QUOTE1]

Além de um encontro entre gerações, Marcos aponta que os jogos criam uma situação de aprendizagem coletiva e possibilitam desenvolver a estratégia, a cognição e a autoestima dos competidores. “Do gamão aos videogames, os jogos podem potencializar muitas habilidades do ser humano. Mais que isso: eles são capazes de quebrar barreiras e criar pontes entre as pessoas”, completa. Ele explica que a expectativa do II Encontro de Jogos de Tabuleiro da UFC é fazer com que diversas pessoas vivam experiências cognitivas em um mesmo ambiente lúdico, favorecendo a prática da inclusão e da autonomia.


Professor do Instituto de Educação Física e Esportes da UFC, Marcos coordena o Centro de Estudo sobre Ludicidade e Lazer (Celula), programa que inclui projetos como Brinquedoteca de Pesquisa e Lazer, Brincarmóvel e Museu da Infância e do Brinquedo.


Apaixonado por jogos de tabuleiro, ele começou a colecioná-los ainda durante a infância vivida em Senador Pompeu, interior do Ceará. Entre aquisições, doações e presentes de amigos, ele construiu um acervo de pelo menos 8 mil jogos. “Coleciono brinquedos novos, antigos, importados, artesanais. Cada um deles tem uma história e um significado particular para mim”.


II ENCONTRO DE JOGOS DE TABULEIRO DA UFC

Quando: 26 de maio, de 8 horas ao meio-dia

Onde: Casa José de Alencar (avenida Washington Soares, 6055 - Messejana)

Quanto: Gratuito

Informações: 9 96230830

 

 

GABRIELLE ZARANZA

TAGS