VERSÃO IMPRESSA

Passeios rápidos para fazer em Lima, capital do Peru

PERU | Rica em história, arquitetura, gastronomia e belas paisagens, a capital peruana dispõe de roteiros que podem ser feitos em passeios rápidos mas cheios de curiosidades

01:30 | 19/04/2018

A capital peruana, famosa pela cena gastronômica, exige programação intensa a quem chega para ficar por poucos dias. Oferece patrimônio histórico e belas vistas para o Oceano Pacífico. E tem um trânsito que classificar como caótico é eufemismo.


As sugestões listadas a seguir apontam a preferência a atividades ao ar livre para quem ficou por 36 horas na cidade.


Tem mais tempo? Há museus como Larco (de acervo arqueológico) e o Mate (do fotógrafo Mario Testino), belos parques urbanos e muito o que desfrutar na orla de Miraflores.


E há ainda opções de passeios em que você se desloca durante a madrugada, em ônibus do tipo leito, conhece lugares de beleza natural impressionante (que pediriam mais tempo para serem melhor explorados) e volta em outro ônibus no fim do dia. Para quem topa este “estirão”, há convites para ir a Paracas, no nível do mar, ou para encarar a altitude rumo a Huaraz.

 

Barranco

Arborizado e cheio de casarões bem preservados, o bairro tem como grande atração diurna o conjunto formado por La Ermita, Bajada de los Baños e Puente de Los Suspiros. A igreja remonta ao século XVIII, resistindo a terremoto e incêndio. A Bajada de los Baños é um antigo caminho feito pelos pescadores até o mar. A ponte, de madeira e curtinha, é um pedacinho romântico da cidade logo ao lado do pátio em frente à igreja. É ali também que se desenrola boa parte da vida cultural da capital do Peru.

Plaza de Armas

No miolo do centro histórico de Lima, a praça é um convite para a observação em 360 graus. Enquanto você transita entre a fonte e os canteiros floridos é possível observar o palácio do governo, a catedral, o palácio episcopal e um conjunto de fachadas neocoloniais recém-restauradas. Tome este como um ponto de partida para visitar outros patrimônios do centro. À noite, a iluminação também colabora com a beleza da área.

La Real Felipe

Localizado na cidade portuária de Callao, na região metropolitana de Lima, o forte é área do exército peruano. Entre narrativas sobre os usos que a fortaleza teve em sua história, atravessando a fase de colônia da Coroa Espanhola e a luta por independência, é possível subir nas torres e admirar a vista para o Pacífico. No caminho até lá, o viajante encantado com bairros como Miraflores e Barranco se depara com a realidade da desigualdade social.

Parque Kennedy

Na verdade, uma grande praça, muito limpa e bem policiada. Nos arredores, há a Iglesia Medalla Milagrosa, lojinhas de souvenires e feirinhas de artesanato. É uma boa parada para quem está a caminho de casas de câmbio ou do Mercado Indio.

HUACA PUCLLANA

Localizado em pleno bairro de Miraflores, o sítio arqueológico resgata a história de grupos pré-incas que fazem a história ancestral de Lima. Na visita, guiada (opções em inglês e espanhol), é explicada a dinâmica do antigo centro cerimonial, a técnica de confecção de adobe e de disposição das peças de forma a evitar estragos com terremotos. Outra parte desta história pode ser conferida na Huaca Huallamarca, no bairro vizinho de San Isidro.

Leia mais sobre Lima e outros destinos no Instagram: @descobrinaviagem

 

ANA FLÁVIA GOMES

TAGS