PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Disco Futuro e Memória reúne várias gerações da música cearense

Várias gerações de músicos cearenses, como Téti, Kátia Freitas, David Duarte e Edmar Gonçalves, se encontram hoje no Teatro Dragão do Mar para o lançamento do disco Futuro e Memória, que reúne composições de Dalwton Moura e Rogério Franco

01:30 | 29/03/2018

MEMÓRIA.
O Edifício São Pedro, na Praia de Iracema, percorre todo o projeto gráfico do disco, remetendo à memória cultural do Estado
MEMÓRIA. O Edifício São Pedro, na Praia de Iracema, percorre todo o projeto gráfico do disco, remetendo à memória cultural do Estado
  Foi o cantor e compositor Rodger Rogério o elo inicial entre Dalwton Moura e Rogério Franco, ainda no início dos anos 2000. Da amizade que surgia, era esboçada também parceria musical, que foi sendo talhada ao longo dos anos. A produção dos compositores deu origem ao disco Futuro e Memória, que será lançado hoje à noite em show-encontro no palco do Teatro Dragão do Mar, às 20 horas.

A parceria musical dos compositores deu origem a um encontro muito maior, como bem lembra Dalwton. Para a gravação do disco, as mais diversas gerações da música cearense entraram nos estúdios Vila, Arena e Som do Mar. É uma parte da memória musical do Estado. Representantes das gerações de 1960 e 1970, Téti e Rodger Rogério (irmão de Rogério Franco), que fizeram parte do chamado Pessoal do Ceará, emprestam suas vozes logo no início do álbum.

Da geração de 1980, estão Edmar Gonçalves, Eudes Fraga e Calé Alencar. Já Kátia Freitas, que fez sucesso com a música Coca-Colas e Iguarias nos anos 1990, também está entre as vozes encontradas no álbum, interpretando a segunda faixa, chamada Mais que Sonhar, música que ganhou videoclipe e chegou a participar de festivais. Outros nomes que estão nos vocais são Paula Tesser, David Duarte, Zé Luiz Mazziotti, Gilmar Nunes e Paulo César Oliveira.

“O disco acabou virando uma grande homenagem aos artistas do Ceará que estão construindo esta história musical. São os nossos heróis”, sintetiza Dalwton.

No show desta noite, que marcará a estreia do álbum, haverá participações de Téti, Pedro Rogério, Kátia, David, Edmar e Gilmar conduzindo as letras das músicas. Já no instrumental, estarão Caio Castelo, Nonato Luiz, Igor Ribeiro, Tiago Araripe, Luciano Franco e outros nomes, que representam muito da nova geração cearense.

Mais que o futuro, a memória é um recurso bastante invocado no disco. O histórico, contraditório e misterioso edifício São Pedro (foto), parte do cenário da Praia de Iracema, é o protagonista de ensaio realizado pelo fotógrafo Luiz Alves. A capa e o encarte do disco são costurados por imagens da icônica construção, inaugurada em 1951, sendo o primeiro prédio da orla marítima de Fortaleza.

Quem toma o álbum em mãos também será surpreendido por uma série de 14 cartões que retratam o trabalho fotográfico de Luiz em visita às ruínas do edifício. São fragmentos de memórias e de futuros da Fortaleza.

“Quando a gente fala da memória é, principalmente, sobre o que se refere à cultura como um todo. Não só à música. A gente tem, sim, memória, e a comunidade artística do estado do Ceará traz consigo esta nitidez”, provoca o compositor Rogério Franco.

Show de lançamento do disco Futuro e Memória

Quando: hoje, às 20 horas

Onde: Teatro Dragão do Mar (rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema)

Quanto: R$ 30 (inteira, com direito a um exemplar do disco) e R$ 15 (meia)

Onde encontrar o CD: Livrarias Arte e Ciência, Livraria Benfica, Cantinho do Frango, Banca Líder e bilheterias do Centro Dragão do Mar.

 

CAMILA HOLANDA