VERSÃO IMPRESSA

A importância da iniciativa privada na realização do pré-carnaval

01:30 | 03/02/2018

Criado em 2013, o bloco Chão da Praça, nunca teve nem procurou apoio do edital da Prefeitura, sendo uma parceria da banda com o Centro Dragão do Mar. “A gente não tem necessidade de certas licenças por ser em um local fechado. Os gastos são de segurança, banheiro químico, palco, som, iluminação, e a responsabilidade acaba sendo do Dragão do Mar, e não exclusivamente da banda”, diz Jolson Ximenes, vocalista da banda Os Transacionais, que comanda o bloco.


Conforme Jolson, a iniciativa privada pode ajudar a viabilizar o bloco. “Nesse ano, tivemos o apoio da catuaba Selvagem, o que viabilizou o lançamento do bloco no dia 4 de janeiro. Era uma coisa que não iria acontecer, mas aí, com a parceria, o patrocinador ficou responsável pelo som e a infraestrutura, enquanto o Dragão dispôs o próprio espaço, a segurança, os banheiros químicos e o cachê da banda”, exemplifica.

GABRIELLE ZARANZA

TAGS