PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Tetê Espíndola lança Outro Lugar em show no Cineteatro São Luiz

A cantora Tetê Espíndola vem a Fortaleza para lançar no domingo, 14, seu mais recente disco no Cineteatro São Luiz

01:30 | 12/01/2018
Tetê Espíndola lança novo disco em show com a participação do quarteto de cordas Quintal Brasileiro PATRICIA BLACK/DIVULGAÇÃO
Tetê Espíndola lança novo disco em show com a participação do quarteto de cordas Quintal Brasileiro PATRICIA BLACK/DIVULGAÇÃO

A proposta de Tetê Espíndola em Outro Lugar, disco mais recente da cantora, lançado em setembro de 2017, é de pausa, delicadeza. “Hoje em dia a gente vive num mundo com muita ‘poluição sonora’ e a sonoridade delicada desse projeto convida o ouvinte a uma pausa, um relax sonoro, se deixar levar para um lugar mais tranquilo, nem que seja dentro de si mesmo”, explica a sul mato-grossense. Em Fortaleza, o show de lançamento do álbum, que ocorre no domingo, 14, no Cineteatro São Luiz, é uma oportunidade de aproveitar ainda mais profundamente a experiência oferecida por Tetê.

“O CD tem uma sonoridade diferente do show. É como se o ouvinte estivesse ouvindo as mesmas músicas, mas em outro lugar”, brinca com o nome do disco. Na ocasião da apresentação na Capital, Tetê será acompanhada pelo quarteto de cordas Quintal Brasileiro. “Os arranjos deles se encaixam como uma luva nas cordas e tonalidades da minha craviola. Sempre gostei muito de cantar com cordas pois minha voz fica com mais profundidade”, considera. “Além disso, teremos percussão-chão de Caito Marcondes, essencial para essa formação, e a sanfona sul-mato-grossense de Alex Cavalheri”, ressalta.

Outro lugar, com 12 faixas, reúne canções escritas em diversas épocas. “Comecei o projeto organizando meus caderninhos, que chamo de ‘aguardados’, quando achei uma letra em folhinha solta, já amarela, com um poema que Arrigo Barnabé tinha escrito a caneta pra mim, Luz e Anzol”, lembra Tetê, se referindo ao cantor e compositor paranaense com quem estabeleceu parceria musical desde os anos 1970. “Em 2015, musiquei (o poema) inspirada no canto da Araponga (ave que faz um som popularmente relacionado ao de um ferreiro batendo o martelo em uma bigorna, comum na Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, sul do Brasil e em países como Argentina e Paraguai). Também fiquei feliz em resgatar Itaverá, música de Geraldo Espíndola (cantor, compositor e irmão de Tetê), a primeira que ele me ensinou na craviola. Senti que o repertório que queria gravar seria de várias épocas”, resume.

Entre as outras composições de Outro Lugar, se destacam as parcerias entre Tetê e Marta Catunda, descritas pela cantora como “mais poéticas, sempre falando de ‘flor-luz-lágrima’”. “Sinto que as outras parcerias também têm ligação com esse tema, foi uma deliciosa sincronicidade”, celebra.

Mesmo carregando marcas características de Tetê, como a mencionada craviola (mistura de cravo com viola caipira, um dos instrumentos marcantes da carreira da cantora) e os agudos inconfundíveis, a artista considera que o disco tem diferenciais importantes. “Sinto que estou mais madura como instrumentista e arranjadora e que também enfrentei um desafio único de cantar mais suave e grave. Estou no lugar que batalhei para estar”.

 

SERVIÇO

 

Show de lançamento do CD Outro Lugar

Quando: domingo, 14, a partir das 18 horas

Onde: Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 - Centro)

Quanto: R$ 30 (inteira) e R (meia)

Telefone: 3252 4138

JOãO GABRIEL TRéZ