VERSÃO IMPRESSA

Peça Edifício Munique estreia no Café Teatro das Marias

Montagem realizada pelo Cangaias Coletivo Teatral, Edifício Munique parte da estética do Teatro do Absurdo para construir comédia satírica. Peça faz curta temporada até próximo domingo

01:30 | 03/11/2017
[FOTO1]

As paredes de um mesmo prédio guardam muitas histórias absurdamente diferentes entre si. A proximidade num mesmo espaço físico não implica em avizinhamento de trajetórias de vida. É assim nos condomínios de uma cidade como Fortaleza e é assim no fictício Edifício Munique, que dá nome a espetáculo que estreia hoje, às 20 horas, no Café Teatro das Marias. A peça é o primeiro espetáculo de conclusão do Curso Livre de Práticas Teatrais (CLPT), realizado pelo Cangaias Coletivo Teatral. A curta temporada vai até domingo.


“O espetáculo tem como lugar cênico um edifício que resiste aos anos. Essas personagens parecem estar ali há muito tempo, mas não se comunicam tanto. A proposta é discutir a banalização das relações, pensar a sociedade a partir da incomunicabilidade”, aponta Luís Carlos Shinoda, diretor do espetáculo. Em cena, sete atores dividem o palco para contar essa trama escrita pelo dramaturgo Rafael Barbosa.

[QUOTE1]

A narrativa tem como gatilho a história de uma menina encontrada morta em um ninho de escorpiões. Apesar da dramaticidade do acontecimento, alguns moradores percebem uma oportunidade de angariar dinheiro com esta situação. Logo, decidem fazer uma festa em homenagem à criança.


Para a atriz Andréa Piol, o espetáculo soma os desejos de fala de todo o elenco. “Tem muitas vontades juntas e o Rafael conseguiu receber tudo isso que a gente tinha vontade de abordar. É uma peça que fala justamente de diferença”, aponta.


O jazz e o blues fazem parte da musicalidade da peça. Nomes como Etta James, The Doors e Louis Armstrong são a trilha sonora do espetáculo. A decoração é composta por móveis de baixa qualidade e um lustre suspenso, ilustrando a contradição do Edifício Munique. A estética do Teatro do Absurdo — movimento teatral surgido na França no Pós-guerra e que leva o estranho para o centro da cena — permeia o comportamento desses vizinhos.


A peça é fruto de um processo de curso que reúne atores e não-atores e se estendeu ao longo dos últimos oito menos com oficinas de diferentes pesquisas nas artes cênicas.


SERVIÇO

 

Edifício Munique

Quando: Hoje e amanhã, às 20 horas, e domingo, 5, às 19 horas

Onde: Café Teatro das Marias (rua Senador Almino, 233 - Praia de Iracema)

Quanto: R$ 20 (inteira)

Telefone: 99620 1956

TAGS