VERSÃO IMPRESSA

O Santo e o anjo

01:30 | 20/11/2017
O SANTO

Santo Edmundo


Tinha grande aversão aos lisonjeiros; toda a sua ambição era manter a paz e assegurar a felicidade dos súditos. Edmundo, segundo os seus historiadores, foi coroado no dia de Natal de 855. Suas qualidades morais tornaram-no modelo dos bons reis. Tinha grande aversão aos lisonjeiros; toda a sua ambição era manter a paz e assegurar a felicidade dos súditos. Daí o grande zelo na administração da justiça e na implantação dos bons costumes nos seus Estados. Foi o pai dos súditos, sobretudo dos pobres, protetor das viúvas e dos órfãos, sustento e apoio dos fracos. O fervor no serviço de Deus realçava o brilho das suas outras virtudes. A exemplo dos monges e de várias outras pessoas piedosas, aprendeu o saltério de cor.


O ANJO


Ierathel Invoca-se para obter a proteção de Deus, para inspirar o homem a elevar-se à Deus para agradecer os bens de consumo provenientes da terra. Exerce domínio sob a produção agrícola.

ADRIANO NOGUEIRA

TAGS