VERSÃO IMPRESSA

Show do rapper Dadoo inaugura intercâmbio cultural Brasil-França

Show do rapper Dadoo inaugura, hoje, intercâmbio cultural conduzido pela produtora Cosmopolita. A Bienal Internacional de Dança será o cenário para este início

01:30 | 20/10/2017
[FOTO1]

Uma ponte entre a França e o Brasil começa hoje a ser posta em prática, durante a 11ª edição da Bienal Internacional da Dança. O evento chegou ontem ao Ceará e começa hoje em Fortaleza, se estendendo em uma programação que vai até o dia 29 de outubro. Logo na abertura, o rapper francês Dadoo irá se juntar à sua banda, The Classic, para apresentar o projeto Black Puhnk Fortaleza Tour. O Theatro José de Alencar será o palco para a apresentação, que está marcada para ocorrer a partir de 1 hora, após show da rainha do forró, Eliane, e dos espetáculos A morte do Cisne e A Cadeirinha e Eu, da cia Dita.


Dadoo é um explorador. Pouco conhecido no Brasil, ele estreia projeto da produtora Cosmopolita, que liga o Atlântico ao Mediterrâneo. A ideia é realizar intercâmbios culturais e residências artísticas de franceses e brasileiros, levando e trazendo trabalhos para estes dois pontos geográficos. Com a carreira iniciada ainda na década de 1990, o rapper começou no grupo KDD, em que usava sinfonias brasileiras como música de fundo para suas composições. Sempre com projetos pessoais em paralelo, ele passou ainda por outros grupos, como Enhancer e, o mais atual, OAI Star.


Atualmente, entre os projetos nos quais trabalha, está um novo álbum solo, com mensagens políticas, chamado Black Punhk. Este repertório será trazido para Fortaleza hoje à noite, misturando rock e rap, com uma formação drum’n’bass (guitarra elétrica, baixo, bateria e DJ). Na base, ele conta ao O POVO, a formação vem da dança, do hip hop.


“Na música, minha personalidade é similar à de um explorador. Então, é natural, para mim, ir ao encontro de outras culturas e de outros públicos”, explica. “Por outro lado, eu evoluo como um cientista, fazendo várias experiências musicais para encontrar um ‘groove’ universal, e, também, sentimentos que poderiam fazer a ligação entre as pessoas”. Sem ter habilidades com o português, a entrevista foi toda realizada por email e traduzida por Benoît Legemble e Flávia Ferreira Barbosa, proprietários da Cosmopolita.


Mesmo sem nunca ter vindo ao Ceará, Dadoo tem uma afetividade que vem da infância pela música brasileira. Seu avô, cabo-verdiano, tocava violão acústico e tinha predileção pelos artistas do Brasil. Já a mãe é portuguesa, estreitando a relação com a sonoridade lusófona e com letras brasileiras. “Para mim, chegar aqui é como voltar no tempo. Essas músicas constituem um caminho de lembranças. Eu sempre senti que os músicos brasileiros têm essa capacidade de fazer a música mais elitista caber no baile mais popular. E compartilhar isso, esse som, ficando dentro de uma forma de transmissão que sempre passa pela convivência”, observa.


A residência artística de Dadoo começa hoje em Fortaleza, mas segue até o mês de novembro. Por aqui, ele ainda irá se apresentar na barraca Guarderia (dia 4 de novembro), e no Café Couture (dia 8). Já no Porto Iracema das Artes, o artista irá conduzir um workshop aberto ao público (dia 9). No dia seguinte, 10, ele irá encerrar a temporada pelas terras alencarinas com um show no Barbarians Pub, acompanhado do DJ Doido.


Após a estadia de Dadoo em Fortaleza, outros nomes já estão sendo trabalhados para participarem do projeto. Benoit conta que, com a parceria das instituições e empresas cearenses e francesas que trabalham no campo da arte, a ideia é realizar as residências com uma boa frequência, já mirando o ano de 2018. “Assim, existe a possibilidade de se encontrar e conviver, mesclando gêneros e trocando experiências, e apresentando-se em vários festivais, o que abre novos horizontes para cada um de um jeito mais natural e fácil”, aposta.

 

SHOWS

 

Destaques musicais da Bienal de Dança


Dom L

Quando: amanhã, às 22 horas

Onde: Centro Dragão do Mar (rua Dragão do Mar, 81 -Praia de Iracema)


Daniel Groove e Borogodó Sistema Estereofônico

Quando: terça, 24, a partir de 22 horas

Onde: Café Couture (rua dos Tabajaras, 554 - Praia de Iracema)


Oscar Arruda e Kinas

Quando: quarta-feira, 25, às 22 horas

Onde: Centro Dragão do Mar (rua Dragão do Mar, 81 -Praia de Iracema)


Casa de Velho e Viva La Pachanga

Quando: sexta-feira, 27, às 22 horas

Onde: Centro Dragão do Mar (rua Dragão do Mar, 81 -Praia de Iracema)


A programação é toda gratuita.

 

SERVIÇO

 

Dadoo & The Classics.

Quando: madruga de sexta, 20, para sábado, 21, à 1 hora

Onde: Theatro José de Alencar (Liberato Barroso, 525 - Centro)
Acesso gratuito.

CAMILA HOLANDA

TAGS