PUBLICIDADE
Jornal

CCBNB presta homenagem aos 48 anos do Woodstock

Artistas cearenses se reúnem no CCBNB para prestar homenagem aos 48 anos do festival que marcou a história da música e da contracultura

18/08/2017 01:30:00

 

Há 48 anos, uma multidão amante do rock tomava conta de Bethel, cidade americana onde foi realizado o Festival de Woodstock. Durante três dias, cerca de 400 mil pessoas puderam ver shows de lendas da música como Jimi Hendrix, Joan Baez e Janis Joplin. Para celebrar esse evento que marcou gerações e influencia a música, a moda e outras áreas até hoje, o Centro Cultural Banco do Nordeste recebe o espetáculo Memórias do Woodstock, dentro do programa Hoje é Dia de Rock.


São dois shows reunindo nomes da cena musical cearense como Nayra Costa, Shirley Cordeiro e Felipe Cazaux. As apresentações foram especialmente preparadas em tributo aos grandes nomes da música que passaram pelo festival.


O músico Fets Domino foi um dos convidados. Ele vai entoar canções de lendas como The Who, Creedence Clearwater Revival e Joe Cocker. “Vamos tentar capturar um pouco do clima da época e passar para esse show”, conta. Para Fets, o artistas que tocaram no Festival são grandes mestres e pilares da música, principalmente para quem gosta de rock. “Quem toca se influencia. Então, poder fazer essa homenagem é uma honra para mim”, diz o músico.


O cantor Nigroover também sobe ao palco para o tributo. Ele, que já tocou projeto ExperiHendrix, que fazia homenagem a Jimi Hendrix, diz que vai sair do óbvio e tocar músicas de bandas como The Who. “Eu sou muito consumidor do material dessa época, anos 1950 e 1960. Já fiz cover também do Led Zeppelin, mas vou cantar músicas inéditas para o meu repertório”.


Paz e amor

Além de um festival de música, o Woodstock é lembrado pelo protagonismo da juventude, o sonho de mudar o mundo, e o clima de paz e amor que marcava aquela geração. Para Nigroover, são esses lemas que fazem Woodstock tão importante atualmente. “Além da questão musical, existia a busca por algo que a gente está precisando cada vez mais que é a compreensão, paz, tolerância. Lá eram pessoas de classes, ideologias diferentes. Mas todo mundo ali, sujo de lama e molhado de chuva, todos da mesma cor e curtindo a mesma música. É um símbolo”.

 

Para a atriz e cantora Ilya Borges, que irá apresentar uma performance junto a George Alexandrez, o Festival representou uma revolução. “Tinha a questão da liberdade ser o que quiser, seja o que for e todos se divertindo em conjunto e em paz”.


Durante o tributo, Ilya e George vão estar caracterizados como hippies, uma das fortes marcas de Woodstock. Além das apresentações musicais e das perfomances, o evento traz convidados como Mari Von Raven, consultora feminina com o oráculo das deusas; Ysa Nuit, taróloga que trabalha com o tarot terapêutico; e Bodhi Alok terapeuta que trabalha com fusão meditativa de cura através do toque.

 

SERVIÇO

 

Hoje é Dia de Rock - Homenagem ao Woodstock

Quando: sábado, 19, às 17 horas

Onde: Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza (rua Conde d’Eu, 560 - Centro)

Entrada franca.

Telefone: 3209 3500

 

Larissa Pacheco

TAGS