PUBLICIDADE
Jornal

De 12 a 22 de julho, Fecta promove maratona de esquetes em Fortaleza

De amanhã, 12, até 22 de julho, diversos espaços da Cidade recebem a 14ª edição do Fecta. Evento celebra os 15 anos da Cia. Teatral Acontece

11/07/2017 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

“É uma grande aventura”. Desse modo, Almeida Júnior sintetiza o que venha a ser o Fecta – Festival de Esquetes da Cia. Teatral Acontece. A partir de amanhã, 12, e se estendendo até o dia 22 de julho, o pontapé será dado para mais uma edição do evento que, aos trancos e barrancos, ainda resiste como mais um fortalecedor da cena teatral no Estado. “A primeira coisa que a gente tem que ter ao criar um festival desses é acreditar nele, na potência dele. Em relação ao patrocínio, existem anos que a gente tem, outros não... E assim vai”, continua o diretor da companhia cearense e idealizador do evento.

[FOTO2]

Devido à falta de verba, a programação que celebra os 15 anos da Cia. Teatral Acontece e os 14 anos do festival foi reduzida, permanecendo somente as mostras Noturna e Fecta Convida. “Eu acho que, durante esse tempo, a gente deve ter tido umas seis ou sete edições com patrocínio. A desse ano não tem nenhum apoio financeiro. Temos parcerias com o TJA, e a Secult entrou como apoio institucional. Quanto ao município, a gente não conseguiu nada. Até porque eles não estão pagando nem os editais de 2016, imagina coisas de agora”, argumenta Almeida.


Para além dos esquetes, que terão a participação de grupos de Fortaleza, Região Metropolitana e interior (Varjota, Pires Ferreira, Cascavel, Caucaia e outros), além de Brasília (DF), o evento irá realizar o VIII Encontro Acadêmico – com a discussão sobre o processo de criação dos figurinos e lançamento dos livros de Fernando Lyra e Walden Luiz - e duas oficinas: O corpo do ator no teatro moderno e contemporâneo, com Márcio Rodrigues; e Contação de Histórias, esta ministrada por Graco Alves. O tema deste ano é Trajes de Cena - Revelando Mundos Possíveis.

[QUOTE1]

“Acho que o destaque é ter dentro do festival um grupo que nasceu nele e hoje está sendo homenageado e com um trabalho que era esquete e virou espetáculo”, afirmou Almeida Júnior em relação ao coletivo cearense Arremate que, na abertura, irá apresentar a montagem Entre Nós, às 18h30min, no palco principal do Theatro José de Alencar (Centro). “Outra coisa importante, que acredito que daria a credibilidade dos grupos em relação ao festival, é que, mesmo sem premiação em dinheiro, eles resolveram participar”, complementou.


Dramaturgo e professor do módulo de montagem da 27ª turma do Curso de Iniciação Teatral Acontece (Cita), Renato Abê enfatiza a importância do festival para os que estão começando na área. “O Fecta acaba sendo o primeiro contato com o palco de muitos aspirantes a atores na Capital. Foi dentro do festival que me apresentei pela primeira vez, em 2014, e agora volto como diretor de uma montagem do Cita”, afirmou ele, que é repórter do O POVO, referindo-se ao espetáculo intitulado Quem matou Damião?, também presente na noite de abertura, assim como Pedra no Sapato, da Cia. Laguz Circo.


“No nosso caso, vamos abrir o processo do espetáculo, que estreia oficialmente no próximo mês de setembro. Adaptamos para o formato esquete e a apresentação no Fecta serve também como um cartão de visita. Os alunos estão bem empolgados porque será uma chance de subir ao palco principal do Theatro José de Alencar e mostrar nosso trabalho”, conclui Renato.


Estreando nesta edição do festival, Eduardo Feijó, 26, irá apresentar Las Manas (Grande Grupo de Teatro), no dia 14, dentro da Mostra Noturna do Fecta. E não esconde a empolgação de principiante. “O interesse pelo teatro, além de ser um sonho antigo, veio da ideia de transportar para o palco as temáticas que já eram utilizadas em minhas pesquisas. Sou formado em Direito e pesquisador das temáticas relacionadas a gênero. Sempre me interessou falar de outra maneira que fosse além dos seminários e encontros de artigos científicos”, explicou. No palco, o grupo procurou focar o tema LGBTQ. “O espetáculo é simples. A proposta é, por meio de um diálogo, tocar em várias feridas que a sociedade insiste em mascarar”, adianta ele.


A parte formativa do 14º Fecta é toda gratuita. Para as mostras, no entanto, serão cobrados ingressos a preços populares. Já em parceria com o aplicativo Cadeira Cativa, o público poderá ter acesso fácil à programação ao longo dos dias. O encerramento acontece no Teatro Carlos Câmara, destacando a solenidade de premiação com a entrega do Troféu João Andrade Joca aos vencedores das 16 categorias. “Os primeiro, segundo e terceiro lugares do Júri Oficial e o primeiro lugar do Júri Popular irão fazer parte da programação do CCBNB em setembro, recebendo cachê”, completou Almeida. Ao final, haverá shows de W. Renoir Melo e banda Carapinima.


SERVIÇO

 

XIV Fecta – Festival de Esquetes da Cia. Teatral Acontece

Quando: de 12 a 22 de julho

Onde: Theatro José de Alencar (rua Liberato Barroso, 525), mini auditório do IFCE (av. 13 de Maio, 2081), Sesc-Iracema (rua Boris, 90 C), Teatro Antonieta Noronha (rua Pereira Filgueiras, 4), Teatro Sesc-Emiliano Queiroz (av. Duque de Caxias, 1701) e Teatro Carlos Câmara (rua Senador Pompeu, 454)

Quanto: ações formativas gratuitas/ mostras – R$ 10 (inteira)

Outras info: 98865.8687/ @companhiateatralacontece

Teresa Monteiro

TAGS