PUBLICIDADE
Jornal

Designer Bruna Bortolotti lança Sagitário, coleção de joias autorais

Inspirada na relação que mantém com o avô, a designer Bruna Bortolotti lança Sagitário, a segunda coleção da sua marca autoral de joias

01/05/2017 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

Muitas histórias podem fazer parte de peças como anéis, brincos ou colares sem que a pessoa que as utiliza se dê conta. As joias em prata produzidas pela estudante de arquitetura Bruna Bortolotti, por exemplo, estão ligadas à relação da jovem com o avô, o ourives José Bonfim. Nesta quarta-feira, 3, às 19 horas, Bruna lança Sagitário, segunda coleção da sua marca autoral, intitulada Bortolotti, na Sem Título Arte. Durante o evento, ela vai mostrar parte do processo de produção das joias e conversar com o público.


Para produzir as peças de Sagitário, Bruna recorreu a referências sobre o dia a dia dividido com o avô, sagitariano. Dedicadas a ele, as 12 peças que serão lançadas trazem inspiração em formas ligadas ao signo, como a flecha. Outra característica, presente também na primeira coleção da marca, Vestígios, é que as peças não recebem polimento, dando indícios do processo pelo qual todas elas passam. “Não é uma joia tradicional, dá para ver os traços do processo manual”, conta a designer.


Feito à mão

Com escala de produção reduzida e processo artesanal, Bruna executa todas as etapas de confecção das joias, do projeto da peça piloto ao produto final. Como na Arquitetura, tudo começa com desenhos, que dão norte às criações sem determiná-las. “Eu gosto de brincar com como a peça fica vestida na orelha, fico testando em desenho e tudo sai assim, de rabisco, e eu vou mexendo e testando”. À medida que executa cada peça, ela se dá a liberdade de experimentar novas formas e modificá-las. “Faço um esboço, mas muita coisa muda na bancada”, revela.

[QUOTE1]

Durante a criação de Sagitário, o processo também aconteceu dessa maneira e teve a participação de José Bonfim. “Coisas que o projeto não deixava, ele dava uma solução, adaptava uma ferramenta e outra para que pudesse ser feito”, explica. Para o lançamento desta quarta-feira, Bruna planeja mostrar ao público elementos do dia a dia desse processo criativo, com fotos da oficina e ferramentas adaptadas pelo avô, utilizadas nas criações.


O início

Em 2012, a estudante de arquitetura resolveu aprender a trabalhar a prata para criar joias e fez um curso em São Paulo (SP). Ao voltar, montou uma mesa na oficina do avô - onde, desde então, aprende com ele sobre o ofício - e, em 2015, abriu a própria marca. Segundo Bruna, vem de José Bonfim o conhecimento que ela tem sobre composição, temperatura, extensão, mobilidade, leveza e rigidez dos metais.

 

De acordo com a designer, o caráter manual da atividade e a possibilidade de “ver a coisa concluída” foram aspectos que a atraíram na ourivesaria. “Na arquitetura, a gente trabalha muito o projeto, mas nunca vê o rebatimento na realidade”, conta. Além disso, mesmo sem que ela se desse conta no início, foi uma oportunidade de se aproximar do avô. “O que tiro de mais rico (nesse processo) não é a joia, mas estar com ele, ouvir a história da minha família. Para mim, é a parte mais importante”, afirma.


SERVIÇO

 

Lançamento da coleção Sagitário de Bruna Bortolotti

Onde: Sem Título Arte (rua João Carvalho, 66 - Aldeota)

Quando: quarta-feira, 3, às 19h

Entrada gratuita

 

Gabriela Custódio

TAGS