VERSÃO IMPRESSA

O assunto é cinema

01:30 | 23/01/2017

[FOTO1]

 

Isabel Costa

ENVIADA A TIRADENTES

isabelcosta@opovo.com.br


Quando os organizadores da Mostra de Cinema de Tiradentes resolveram estruturar um evento de audiovisual com conteúdo exclusivamente nacional, eles foram confrontados com uma série de questões: existe produção brasileira para sustentar um festival? Que cidade é essa, chamada Tiradentes, de onde ninguém nunca ouviu falar? Como atrair público e crítica? As respostas foram dadas ao longo de 20 anos.


Em 2017, a mostra completa duas décadas de “muito significado e história”, como apontou Raquel Hallak, umas das organizadoras, durante cerimônia de abertura. É nas ruas da pequena cidade mineira, distante 200 quilômetros da capital Belo Horizonte, que o cinema nacional pulsa. Produtores, cineastas, atores, críticos e jornalistas transformam as paisagens barrocas no cenário ideal para discutir cinema. Tiradentes tem o charme das charretes e os prazeres da culinária regional. Mas tem, também, os olhos atentos do público especializado e dos moradores da cidade, que realizam encontros com o audiovisual através das telas espalhadas em locais públicos.

[QUOTE1]

“A resposta está em todos os cantos, nas telas, em livros, estudos, registros, nos filmes, na história que o tempo se encarrega de contar. O que parecia utopia floresceu, projetou Tiradentes, atraiu investimentos, ganhou admiradores, parceiros, olhos e atenções se voltaram para Minas. O que faz lembrar a mineiridade de Guimarães Rosa: Minas entende, atende, toma tento, avança, peleja, faz”, elucida Raquel.


Mais de 100 filmes foram selecionados para a mostra. Do Ceará, participaram os curtas Cinemão, de Mozart Freire, que será apresentado amanhã, 24, às 22h30min, e Vando Vulgo Vedita, de Leonardo Mouramateus e Andreia Pires, exibido na quarta-feira, 25, às 22h30min. Um longa cearense foi escolhido para compor a programação do festival: Corpo Delito, de Pedro Rocha, que será exibido na sexta-feira, 27, às 20 horas. O evento teve início na sexta, 20, e segue até o próximo sábado, 28.

 

A repórter viajou a convite da mostra

ADRIANO NOGUEIRA

TAGS