PUBLICIDADE
Jornal
Loot game

The Division 2 oferece jogo de qualidade do começo ao fim

Continuação da franquia, The Division 2 mostra qualidade e evolução em um gênero marcado por lançamentos tortuosos

08/04/2019 02:04:44
The Division 2 está disponível para Playstation 4, Xbox One e PC
The Division 2 está disponível para Playstation 4, Xbox One e PC (Foto: divulgação)

Games que trazem como principal proposta de valor a coleta de loot (recompensas obtidas após certas ações) não são novos, mas ganham cada vez espaço no mercado. Títulos como Diablo, Destiny 2, Borderlands, Anthem e o primeiro The Division são sinônimos do gênero e, apesar de diferentes, trazem como semelhança e maior atrativo uma experiência quase interminável de colecionar loots diferentes, que tornam o avatar do jogador cada vez mais poderoso. The Division 2 não é a exceção à regra, mas traz em seu lançamento algo raro na categoria: um videogame de qualidade, do começo ao fim.

A questão principal com loot games é que muitos são lançados sem estarem necessariamente finalizados. A qualidade de "game como um serviço" atribuída a estes títulos promete aos jogadores novos conteúdos e ajustes na experiência de gameplay ao longo da vida útil jogo. O problema reside nas cada vez mais frequentes ocorrências - como em Destiny 2 e Anthem - em que tais jogos saem repletos de bugs ou com funcionalidades incompletas, adicionadas meses depois pelos desenvolvedores por meio de atualizações de software.

Apesar de não muito inventivo à primeira vista, The Division 2 chama a atenção logo de cara pelo nível de polimento da versão de lançamento do produto. O título de tiro em terceira pessoa com forte ênfase na coleta de loot leva o jogador a um futuro próximo, em que um ataque biológico infectou notas de dólar com um vírus devastador, pondo a cidade de Nova York - marco-zero da epidemia e palco do primeiro título da franquia - em quarentena. Passados alguns meses, é descoberto que o vírus não foi contido e Washington DC, capital estadunidense também caiu. Cabe então ao jogador, junto a um grupo de indivíduos treinados em segredo para uma situação como essa, chamado de A Divisão, salvar a cidade do apocalipse.

Diversas facções criminosas, controladas pelo computador, oferecem desafios diversos, mas igualmente interessantes aos jogadores de The Division. Espalhados pelo mapa do game estão 11 postos de controle que deverão ser liberados dos vilões a fim de auxiliarem a Divisão em sua luta.

Mesmo com um modo online para multijogadores acessível desde o começo, o game recomenda que o jogador conclua primeiro a porção singleplayer, ou "modo história". O interessante é que em qualquer ponto deste modo, outros players poderão participar das missões de enredo junto ao jogador principal. The Division 2 faz um bom trabalho em tornar essa integração simples e imersível. Mesmo não estando em pontos idênticos do arco narrativo, ao entrarem na sessão de jogo de um amigo, qualquer jogador tem seu nível de poder equiparado ao dos inimigos a serem enfrentados. Além disso, todas as recompensas obtidas em missões do modo história são adaptadas ao grupo, evitando que armas e vestimentas permaneçam inacessíveis a jogadores de níveis inferiores até estes atinjam um grau de poder específico.

Davi Rocha é produtor de conteúdo do Canal Bacontástico

Clique na imagem para abrir a galeria

Davi Rocha / ESPECIAL PARA O POVO