PUBLICIDADE
Jornal
| Tomate Cereja |

Delicadeza e talento trabalhados em família

25/01/2019 06:52:07
nonono
nonono

Há dois anos e meio, a família de Alexandra e Pedro Lyra abriu as portas do Tomate Cereja para receber, dentro do seu projeto de vida, seus comensais. Eles uniram diferentes expertises e cada um entregou sua habilidade para que o espaço gastronômico fosse o sucesso que é atualmente. Eles atendem um público seleto e diversificado que busca o alimento elaborado na cozinha ampla e profissional. Alexandra rege seus comandados com alegria e profissionalismo na cozinha. Pedro apoia a esposa e cuida detalhadamente da parte financeira. Mazé, a mãe de Pedro, prepara os delicados e saborosos doces, tortas e o fabuloso pudim de leite Moça, que reina absoluto no espaço como campeão destacado na mesa posta ao lado do self service.

A culinária delicada, saborosa e saudável contou inicialmente com a colaboração do professor Ivan Prado Senac. "Ivan continua conosco nos momentos em que precisamos de alguma mudança e até mesmo trazendo sua experiência para que continuemos a ter a qualidade inicial com novas propostas", destaca Pedro. Paulo Lyra, o pai de Pedro, é quem cuida do caixa e delicadamente pergunta a todos os que saem se a experiência do almoço foi boa e se estava tudo à contento. A mãe de Alexandra continua alimentando o cardápio com dicas de novos pratos e sabores.

Assim, essa família mantém o Tomate Cereja com total sentimento de harmonia e sutileza que existe dentro do espaço bonito e muito agradável criado pela arquiteta Diandra Alves, irmã de Alexandra. O nome Tomate Cereja, atrativo, simples e delicado, tão pertinente ao cardápio da casa, é traduzido por Pedro como comfort food. Ele fala sobre o menu dizendo que a escolha foi feita permitindo na sua elaboração o sentimento de lembranças das refeições familiares com o toque de requinte e sofisticação da culinária preparada com arte, bons ingredientes e sabor memorável. Quando pergunto sobre o nome Tomate Cereja, Pedro conta que a família estava reunida e Meire, mãe de Alexandra, pediu a auxiliar da cozinha que trouxesse o tomate cereja. "Nesse momento paramos e nossas dúvidas foram dissipadas. Nasceu o restaurante Tomate Cereja e, há dois anos e meio, ampliamos nossa operação que vai além do self service. Trabalhamos com o à la carte no Ifood, funcionando todos os dias com a escolha do buffet quente com duas opções e 16 saladas. O Ifood tem um público representativo. O prato é preparado na hora do pedido, entrega rápida e atingimos diversos bairros da Cidade. O menu tem o prato vegetariano, massas, carnes, peixes e frutos do mar. Aos sábados nossa feijoada conta com grande aceitação também preparada para entrega. Fazemos para uma pessoa como também para eventos. No caso de encomenda para evento precisamos de antecipação", conta.

É assim que o Tomate Cereja se apresenta em dois anos de existência prometendo ainda que funcionará o self service de domingo a domingo a partir de fevereiro. Essa família além de muito simpática e delicada sabe o que está fazendo. 

O Povo